Corrida Cassems
(67) 99826-0686

Casos consecutivos de roubo e latrocínio contra idosos revoltam moradores de cidade do MS

Homem de 85 anos foi achado morto com uma faca encravada no pescoço

14 SET 2017
Thiago de Souza
17h25min
Idosa foi socada durante roubo em sua residência Foto: Jornal da Nova

Consecutivos casos de violência contra idosos despertaram revolta na população de Nova Andradina, a 300 quilômetros de Campo Grande. No crime mais grave, um homem de 85 anos foi morto e a suspeita é que tenha sido vítima de roubo seguido de morte na zona rural da cidade.

No dia 29 de agosto, o idoso Armando Félix foi achado morto com uma faca cravada no pescoço, na casa dele, no Assentamento Teijin. O local estava todo revirado e com sinais de luta entre os dois. A suspeita é de que o assassino teria invadido o local com objetivo de roubar pertences da vítima.

A Polícia Civil também investiga dois homens que teriam mantido um homem de 65 anos em cárcere privado, em um sítio, também no Assentamento Teijin, em Nova Casa Verde.

Conforme o Jornal da Nova, a vítima tentou se libertar na manhã do dia 24 de agosto, mas foi espancada pelos criminosos, que fugiram levando seu veículo VW/Gol, um aparelho de celular, dinheiro e documentos, pela rodovia BR-267, sentido a Bataguassu.

No caso mais recente, uma mulher de 90 anos foi vítima de assalto por duas noites consecutivas. No primeiro crime, o dia 11 de setembro, o suspeito quebrou a porta e a janela e entrou na residência, onde estavam a idosa, a filha e uma empregada. Ele foi até a cozinha, pegou duas facas e foi até o quarto dela, onde a ameaçou e a obrigou a entregar R$ 350.

No outro dia, o bandido agiu do mesmo jeito para entrar na casa. Porém, dessa vez ele usou de extrema violência, atingindo a idosa com um soco no olho. A casa foi toda revirada e o sangue da mulher espalhado pela cama.

Repercussão

Nas redes sociais, a população mostrou indignação e pediu providências para evitar os crimes, principalmente pelo fato das vítimas serem mais vulneráveis e frágeis. Diversas postagens também se solidarizam com os familiares das vítimas e pedem justiça e a prisão dos autores dos crimes.

Há casos ainda de pessoas que sugerem espancar os criminosos presos pela polícia após investigação e, em alguns casos, pedem a morte do agressor.

O próprio filho de uma das vítimas postou declarações em fortes na rede social: “Após ver minha mãe toda machucada e ensanguentada, devido uns mesmos vermes, por dois dias consecutivos invadirem a casa dela, para levar a grana e nessa segunda vez espancar a mesma com 90 anos de idade, cheguei à conclusão que Justiça se faz com as próprias mãos nessa terra de Moura Andrade”. 

Veja também