FAPEC
FAPEC - vestiular
(67) 99826-0686
Gov presente - transparencia

Corpo de homem é encontrado amarrado e pendurado em árvore

A vítima foi assassinada com requintes de crueldade; os quatro suspeitos já estão presos

7 AGO 2017
Anna Gomes
11h50min
Vítima foi brutalmente assassinada. Foto: JP News

Heddy Flabbyo Alcade, 36 anos foi sequestrado e morto com requintes de crueldade. O assassinato teria acontecido no último sábado (6), mas o corpo da vítima foi encontrado ontem (6). O cadáver estava amarrado e pendurado em uma árvore, na cidade de Paranaíba, município distante aproximadamente 400 quilômetros de Campo Grande.

Segundo a Polícia Civil, Heddy foi capturado por quatro homens encapuzados. A vítima foi colocada dentro de um carro de cor branca e desapareceu. Horas após o desaparecimento, Alcade foi encontrado morto, em um matagal. Conforme o site JP News, ele teria sido assassinado a pauladas, pedradas e chutes.

Conforme o Setor de Investigações Gerais, uma pessoa que estava próxima ao local conseguiu anotar a placa do veículo e passar para Polícia, os policias fizeram diligências durante a madrugada com o objetivo de localizar Heddy  ou informações sobre o seu paradeiro.

No domingo (6) por volta das 9h os investigadores conseguiram localizar Henrique Lopes de Lima, 19 anos, um dos suspeitos, que após ser questionado sobre suas atividades das últimas horas não conseguiu explicar e acabou por revelar sua participação no sequestro.

Em seguida os investigadores do S.I.G identificaram o outro envolvido, Geovane Henrique Ferreira Almeida 18 anos, que confessou a participação no crime. Os dois foram presos e conduzidos a Delegacia de Polícia.

Por volta das 11h ainda de ontem, o corpo de Heddy foi encontrado. Os investigadores identificaram e passaram a fazer buscas para capturar os outros dois suspeitos, Ueder Ferreira Barbosa, 19, conhecido como 'Gaguinho' e James Henrique Cicero de Oliveira, 40 , que foram presos horas após o início das buscas.

Segundo os supostos assassinos, o crime teria ocorrido por conta de uma dívida que Eddy tinha com James, que chamou seu enteado, o Ueder, já que ambos possuíam uma rixa com a vítima. Geovane e Henrique receberiam R$ 3 mil para participarem do crime. Todos os quatro envolvidos foram presos em flagrante e ficarão à disposição da Justiça. 

Veja também