conadhe
OUTUBRO ROSA
(67) 99826-0686

Crateras nas ruas de Dourados lideram reclamações de internautas à prefeitura

Na última quarta, uma mulher de 61 anos morreu após sofrer traumatismo craniano ao cair de moto

17 JUN 2017
Dourados News
08h44min
Foto: Fotos: Isadora Spadoni
interior-interna1
99

Sete em cada dez reclamações dos douradenses à prefeitura são sobre as "crateras" nas ruas da cidade, segundo um levantamento feito pelo Dourados News. Na última quarta-feira (14), uma mulher de 61 anos morreu após sofrer traumatismo craniano ao cair de moto em um buraco no bairro Vila Erondina II.

Antes mesmo do acidente ser noticiado, as queixas sobre os buracos em Dourados já eram frequentes nas redes sociais. Nos últimos 30 dias, a reportagem detectou 97 comentários negativos à gestão municipal em sua página oficial no Facebook, sendo que 72 ressaltavam as condições precárias das vias.

Críticas sobre ausência de iluminação nas vias públicas e falta de fiscalização por parte de agentes de trânsito também são citadas, mas nem se comparam, em números, às manifestações de revolta dos munícipes quanto à má qualidade do pavimento.

Alguns citam inclusive os prejuízos no bolso ocasionado pela buraqueira, como o comentário do internauta Alan Santos: "perdi uma roda do carro ontem que chega quebrou o parafuso. Olha o prejuízo". Outra munícipe ‘assina embaixo’: "Perdi duas rodas antes de ontem!"

Em uma publicação sobre a campanha educativa de trânsito "Maio amarelo", a internauta Rita Farias ironiza: "E quanto aos acidentes causados pelos buracos nas vias públicas... como fica o maio amarelo e a responsabilidade da prefeitura?".

A equipe da prefeitura responde a algumas manifestações negativas em sua página, na tentativa de acalmar os ânimos dos indignados.

"Soluções impactantes existem [para os buracos], como o recapeamento, no entanto, geram grandes custos e no momento a Administração Pública em todas as esferas sofre com a diminuição destes", diz uma resposta oficial.

À reportagem, o secretário municipal de Obras Públicas Tahan Sales Mustafá disse que faltam recursos para ampliar a abrangência da operação "Tapa Buracos". "Fazemos um apelo para que algum deputado federal consiga mais recursos para contratarmos pessoas e acelerar as obras", afirmou.

A operação se encontra no momento nas avenidas Weimar Gonçalves Torres, Marcelino Pires, e ruas João Cândido Câmara, Cuiabá e Rio Brilhante, de acordo com o secretário.

Em encontro com a prefeita Délia Razuk em maio, o governador Reinaldo Azambuja acenou o repasse de R$ 5 milhões para o programa emergencial de recuperação das ruas.

interior-interna2
nando viana

Veja também