re9
lalu kids
(67) 99826-0686

Diretoria da Agepen visita presídios da fronteira sul do Estado

Visita teve como objetivo inspecionar o andamento de obras, discutir com os diretores de presídios

14 OUT 2016
Noticias.MS
19h45min
Foto: Notícias.MS

A diretoria da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) esteve esta semana visitando unidades prisionais localizadas na fronteira sul do Estado: Ponta Porã, Amambai e Naviraí. A visita teve como objetivo inspecionar o andamento de obras, discutir com os diretores de presídios – e demais agentes penitenciários – iniciativas para aperfeiçoar os trabalhos, bem como falar sobre ações e projetos que estão em andamento e que serão iniciados pela instituição.

A comitiva da Agepen foi composta pelo diretor-presidente, Ailton Stropa Garcia, e pelos diretores de área Reginaldo Francisco Régis (Operações), Arnold Rosenacker (Administração e Finanças) e Gilson de Assis Martins (Assistência Penitenciária), e pelo chefe de Gabinete, Dumas Torraca. As visitas aconteceram nestas quinta e sexta-feira.

Ponta Porã

Em Ponta Porã, os diretores acompanharam as obras de ampliação na Unidade Penal Ricardo Brandão (masculina de regime fechado), onde estão sendo construídas mais 144 vagas e a previsão é que estejam concluídas até o início de dezembro. No local, também foi realizada uma reunião com servidores dos três estabelecimentos prisionais da cidade e do Patronato Penitenciário.

No presídio feminino – que abriga as unidades de regime fechado e de semiaberto – a direção da agência penitenciária participou da entrega, pela Prefeitura Municipal, da obra do novo setor de saúde, que passará a funcionar nos mesmos moldes de uma unidade básica de saúde (UBS), através da Política Nacional de Atenção Integral à Saúde das Pessoas Privadas de Liberdade no Sistema Prisional (PNAISP). No local, também será estruturada uma unidade “Materno Infantil”, para alojamento e assistência a custodiadas gestantes e com filhos recém-nascidos.

Os diretores visitaram, ainda, a unidade masculina de regime semiaberto, verificaram a estrutura de segurança e conheceram a horta cultivada pelos detentos, cujas hortaliças ajudam a abastecer instituições de caridade da cidade.

Amambai

Nas unidades fechada e semiaberta de Amambai, instaladas uma ao lado da outra, Stropa, acompanhado pelos diretores de área, conheceram in loco o novo sistema de videomonitoramento, instalado por meio de parceria com o Conselho da Comunidade local, que está reforçando a segurança tanto dentro quanto nos arredores dos dois presídios.

Os diretores também verificaram o sistema de identificação biométrico dos internos que saem para a rua todos os dias para trabalhar; interligado à intranet da Agepen, o sistema é composto por leitor biométrico, um HD para salvamento de dados, um nobreak e dois monitores; e as novas grades do solário do Estabelecimento Penal de Amambai, que tornaram a unidade mais segura.

Na oportunidade, também conversaram com agentes penitenciários, tiraram dúvidas e ouviram sugestões. Entre as ações a serem cumpridas, está a implantação de um projeto de remição pela leitura e a instalação de grades para reforço na segurança da área da frente do presídio.

Naviraí

A maratona de vistas foi encerrada na Penitenciária de Segurança Máxima de Naviraí, que está em processo de reestruturação geral devido à rebelião ocorrida no dia 4 de agosto. Visando o reforço na segurança do local, foi implantado o uso de uniforme por todos os custodiados, além da designação de mais servidores para cobrir as escalas de plantão, através do pagamento de horas extras.

De acordo com o diretor-presidente da Agepen, a reestruturação da unidade prisional está ocorrendo por etapas, conforme as possibilidades de segurança e dentro de uma programação preestabelecida.

Além de examinar como estão as obras de reestruturação para o mais breve restabelecimento da rotina normal do presídio, destaca Stropa, um dos principais focos da visita foi verificar pessoalmente como estão os servidores e ouvi-los, principalmente por conta do atentado sofrido pelo agente penitenciário Enderson Antônio Bogas Severi, no dia 31 de agosto, que está lotado na penitenciária.

Conforme o dirigente, os agentes já vêm recebendo acompanhamento pelo Setor de Apoio Psicossocial da Agepen. “A principal preocupação da nossa instituição é com o capital humano, com as pessoas que fazem o sistema penitenciário funcionar, por isso é muito importante escutá-los, discutir com eles novas rotinas e procedimentos de segurança”, ressaltou.

Na oportunidade, os agentes penitenciários prestaram uma homenagem ao diretor-presidente e deram de presente um agasalho tático com o símbolo da Agepen. A lembrança foi entregue pelo agente Jones, que proferiu algumas palavras em nome dos companheiros de trabalho. Stropa agradeceu emocionado.

No Estabelecimento Penal de Regime Semiaberto, onde também funciona o Patronato Penitenciário, os diretores verificaram as rotinas diárias, parcerias de trabalho com empresas, entre outros assuntos. No local, acompanharam o cultivo de uma nova horta, que, além de reforçar a alimentação no presídio, está servindo para ajudar a melhorar as refeições no em um asilo e em um abrigo para crianças de Naviraí e região.

Veja também