conadhe
tjms
(67) 99826-0686

Dona de casa denuncia técnico de raio-x por tentativa de estupro em hospital

Caso está sendo investigado pela polícia

5 JAN 2017
Edição de Notícias
18h01min
interior-interna1
Victor Hugo - 28 anos

Uma dona de casa, de 41 anos, alega ter sido vítima de uma tentativa de estupro cometida por um técnico de raio-x dia 27 de dezembro, dentro do Hospital Regional Álvaro Fontoura, em Coxim.

A vítima contou com exclusividade ao Edição MS que no dia dos fatos foi internada no hospital com pneumonia e que no início da tarde, o profissional foi até a enfermaria e a levou para a sala de raio-x para um exame no tórax.

Conforme a vítima, ao entrar na sala o profissional fechou a porta e ordenou que ela tirasse a roupa para vestir outra, do próprio hospital, mais adequada para o procedimento. A dona de casa estranhou, já que em outros exames não precisou fazer isso, e pediu que ele se retirasse para que ela efetuasse a troca, porém neste momento o técnico disse que não ia sair, pois iria ajuda-la a se despir.

Depois disso o técnico tirou a blusa da paciente, realizou o procedimento e disse que também iria remover o short dela. De acordo com ela, em seguida ele começou a puxar a bermuda junto com a calcinha chegando a tocar em suas partes íntimas.

Assustada e debilitada, a vítima disse que conseguiu resistir e impediu que a roupa toda fosse retirada, mas o técnico ainda aproveitou para passar as mãos em seus seios, a todo o momento a assediava com supostos elogios.

Depois disso a vítima foi levada de volta para o quarto e no horário da visita contou o ocorrido para sua filha, uma estudante de 20 anos. Indignada a jovem relatou o caso para a assistente social do hospital e foi até a Delegacia de Polícia Civil onde denunciou o técnico em raio-x.

Ainda segundo a dona de casa, uma acompanhante de paciente que também estava na enfermaria disse que teria sido assediada pelo mesmo técnico em raio-x. Ele teria descoberto dados pessoais dela através da ficha do hospital e enviado mensagens ousadas através de uma rede social.

A dona de casa recebeu alta nesta quinta-feira (5) e prestou depoimento na DAM (Delegacia de Atendimento a Mulher). Procurada por nossa reportagem, a Delegada Silvia Elaine Girardi dos Santos, informou que o caso ainda está sendo investigado e corre como segredo de Justiça.

Segundo o secretário de saúde Rogério Souto, que também responde pela direção do Hospital Regional, o caso foi enviado para o setor jurídico. Ele também explica que será montado um processo administrativo.

interior-interna2
nando viana

Veja também