Corrida Cassems
studio center
(67) 99826-0686

Idoso morre atropelado e motorista foge sem prestar socorro

Vítima foi levada ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos

16 SET 2017
JPNews
08h14min
Foto: Celso Daniel/TVC

Paulo Alves de Freitas, de 66 anos, morreu depois de ser atropelado na noite da sexta-feira (15), em Três Lagoas. Ele estava em uma bicicleta quando foi atingido pelo veículo.

Segundo o boletim de ocorrência, por volta das 21h15, o Pelotão de Trânsito da Polícia Militar foi chamado para atender um acidente envolvendo um veículo de passeio e uma bicicleta. O atropelamento ocorreu no cruzamento entre a Avenida Filinto Muller e a Rua Manoel Ferreira da Rocha, no Bairro Lapa.

No local, os policiais conversaram com testemunhas e foram informados que o carro era ocupado por três pessoas. O veículo seguia pela avenida no sentido centro/bairro e, quando o motorista fez uma manobra para trafegar pela Rua Manoel Ferreira da Rocha, bateu contra o ciclista Paulo Alves, que seguia pela rua no sentido Avenida AntonioTrajano.

Com o impacto, o idoso foi arremessado violentamente contra o asfalto e sofreu ferimentos graves, em especial na região da cabeça.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi chamado e socorreu a vítima, que foi levada em estado grave até o hospital, mas segundo o boletim policial, o idoso não resistiu e veio a óbito antes de dar entrada na unidade de saúde.

Já o condutor do carro e os ocupantes, segundo as informações de testemunhas, fugiram do local do acidente.

Os policiais conversaram com as testemunhas e com uma mulher que se apresentou dizendo ser proprietária do veículo.

Ela disse aos policiais que quem estava conduzindo o veículo era o irmão dela, um homem de 29 anos, mas algumas testemunhas do acidente afirmaram que conheciam os irmãos da proprietária do veículo e quem conduzia o carro no momento do acidente era outra pessoa.

Os policiais militares realizaram os procedimentos para registrar o acidente. As testemunhas e a proprietária do veículo foram encaminhadas até a Depac, onde o boletim de ocorrência foi elaborado.

O caso vai ser investigado pela Polícia Civil.

Veja também