Chapadão do Sul
tjms
(67) 99826-0686

Prefeitura alega falha de comunicação e menina com síndrome de Down retoma aulas

Aos 12 anos, Nadia teria a carga horária reduzida a dois dias por semana

5 AGO 2017
Liziane Berrocal
15h15min
interior-interna1
Victor Hugo - 28 anos

Após a reportagem do TopMídiaNews sobre a aluna Nádia Palácio, de 12 anos, que teria a carga horária reduzida na escola onde estuda, em Terenos, a Prefeitura Municipal, por meio de nota, esclareceu que o que aconteceu foi uma “falha de comunicação entre a direção da Escola Municipal Vilma Fátima Barreto".

Segundo a nota oficial, o atendimento a aluna continua sendo oferecido “sem nenhuma restrição”.

“Houve uma falha de comunicação entre o diretor da escola e a mãe da aluna. Inclusive, na manhã da última sexta-feira (28), o diretor da instituição entrou em contato com a família para informar que o atendimento da aluna não seria alterado”, afirmou.

De acordo com informações da família, Nadia voltou à escola e já está participando das atividades escolares. “Inclusive, levei a atualização de receituário médico dela, para deixar tudo esclarecido”, contou a mãe Silvia Palácio.

O caso

A situação de Nádia foi denunciada pelo irmão dela Ettore Batalha, que quando soube, resolveu expor o caso nas redes sociais tamanha a revolta. “Iriam reduzir a carga horária, e é um direito dela estudar”, cravou. 

interior-interna2
nando viana

Veja também