TJMS
re9
(67) 99826-0686

Reeducandos de Jardim recebem mutirão de atendimentos da Defensoria Pública

O mutirão foi realizado em conjunto com as defensorias de Bonito, Bela Vista, Nioaque e Porto Murtinho

29 NOV 2016
Assessoria
14h40min

O Estabelecimento Penal “Máximo Romero”, em Jardim, recebeu, na última sexta-feira (25) um mutirão de atendimentos da Defensoria Pública Estadual. A ação teve por objetivo identificar processos que possam ser agilizados, visando reduzir a população carcerária no presidio e passar aos reeducandos a situação processual de cada um.

Coordenado pela defensora pública regional, Andrea Pereira Braga, o mutirão foi realizado em conjunto com as defensorias de Bonito, Bela Vista, Nioaque e Porto Murtinho, com a participação dos defensores Yuri Cesar Novaes, Milene Cristina Galvão, Thais Roque, Ester Guintanilha, Nildo Inácio e os assessores Denise Pereira Alexandre e Walter Luiz Dos Santos.

Segundo o diretor da unidade prisional, Ramão Dario Ricardi, grande parte da massa carcerária local é assistida pela Defensoria Pública. “O mutirão busca traçar um panorama geral da situação jurídica dos custodiados de Jardim, no sentido de agilizar as sentenças de presos sem condenação, as progressões de regimes e demais direitos, bem como informá-los sobre a situação processual”, destacou.

Para o diretor presidente da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), Ailton Stropa Garcia, o trabalho realizado pela Defensoria tem sido de grande valia nos presídios do Estado. “Muitos dos nosso custodiados não têm condições de arcar com as despesas jurídicas e a Defensoria tem atuado avidamente nesses atendimentos, buscando que o processo penal corra dentro do tempo determinado e da maneira mais justa perante a lei”, ressaltou.

Veja também