vestibular fapec ufms
Assembleia a  04 a 18/12
(67) 99826-0686
Lets - emprego

Rio Miranda atinge situação de emergência e ameaça bairros ribeirinhos

Entre os rios monitorados pelo Imasul, o Miranda é o único que se mantém em elevação

6 DEZ 2017
Defesa Civil MS
13h16min
Foto: Pesqueiro da Neuza

Com o acumulado de 150 milímetros de chuvas nas últimas 24 h na região de Miranda, o Rio Miranda atingiu o nível de emergência nesta quarta-feira, conforme boletim divulgado pela Sala de Situação do Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul). A régua situada na ponte sobre a BR-262 registrou a marca de 7,07 metros – sete centímetros acima da cota considerada de emergência pela Defesa Civil.

Entre os rios monitorados pelo Imasul, o Miranda é o único que se mantém em elevação. O transbordamento atinge alguns bairros situados próximos a sua margem, como o Maria do Rosário e Nova Miranda, e as famílias atingidas foram socorridas pela prefeitura e estão alojadas em casas de parentes. “A situação está sob controle, mas temos estradas estão submersas na área rural”, explicou Paulo Brito, coordenador municipal da Defesa Civil.

Aquidauana: normal

O Rio Aquidauana, depois de atingir 7,16 metros no dia 1º de dezembro, está em declínio e hoje (6/12) seu nível é de 5,64 metros (situação considerada normal) na ponte de concreto entre Aquidauana e Anastácio. O mesmo rio, no distrito de Palmeiras (Dois Irmãos do Buriti), também apresenta-se com menor volume de água (3,37 metros), em decorrência da diminuição das chuvas na região. Esse nível também está abaixo da situação de alerta.

No encontro com as águas do Rio Nioaque (Estrada MT-738), o Rio Miranda voltou a subir, atingindo 6,16 metros nesta quarta-feira, nível de alerta. O Taquari, que na semana passada transbordou e colocou a Defesa Civil de prontidão, continua em queda, mas ainda 27 centímetros acima do nível considerado normal (4,0 metros). Afluente do Paraná, o Rio Pardo estabilizou-se (5,45 metros) na régua situada na Fazenda Buriti, em Santa Rita do Pardo.

Veja também