(67) 99826-0686
Na Lata - Conteúdo de alto Teor

Na Lata: Politicagem toma conta de eleição na Santa Casa e acirra disputa entre chapas

Atual presidente é acusado de usar hospital como trampolim político pela oposição

11 NOV 2017
Rei Julien
08h33min
Foto: Wesley Ortiz

A disputa pela direção da Santa Casa de Campo Grande está equivalente à concorrência por uma prefeitura agora que haverá eleição para a escolha da nova diretoria do hospital. É que, depois de muitos anos, haverá concorrência. De um lado, o atual presidente Esacheu Nascimento e, de outro, Alfredo Sulzer que é economista e ex-secretário de Estado.

Segundo dizem, pelo estatuto da Santa Casa, a rigor, Esacheu não podia ser candidato porque são vedadas duas reeleições, mas ele alega que o primeiro mandato foi apenas ‘tampão’, ou seja, ele concluiu o mandato anterior do ex-presidente Arthur Dávila e não valeu.

Isso causou desconforto em muitos associados e conselheiros. Por isso, nasceu um grupo dissidente. E como, nos bastidores, recentemente, Esacheu revelou que pretende se reeleger e passar o mandato para o vice com o objetivo de tentar uma vaga na Câmara Federal, o acusam de usar o local como “trampolim político”.

Agora, é que são elas. Pelos grupos de WhatsApp, a disputa começa a ganhar novos contornos, com o lado oposto deixando claro isso. A acusação é que o atual presidente é alguém de “muitas fotos com autoridades sem nenhum resultado prático”.

A oposição divulga dívidas milionárias. Segundo ela, só com a Caixa Econômica a conta já teria ultrapassado os R$ 120 milhões, e com fornecedores e prestadores de serviços, já está além dos R$ 25 milhões. Atualmente, somados o déficit operacional com o custo financeiro, o hospital estaria acumulando um prejuízo que supera os R$ 6 milhões mensais.

“A nossa Santa Casa é uma bomba relógio prestes a explodir. Já estamos há mais de um ano sem êxito para assinar uma nova contratualização com a prefeitura. Qual a nossa proposta? Substituir a atual Diretoria que se mostrou incapaz de administrar a Santa Casa. Você, meu caro associado, poderá decidir com o seu voto o nosso futuro, no próximo dia 13, segunda feira, no período das 18h e 20h”, diz a mensagem.

Veja também