Chapadão do Sul
tjms
(67) 99826-0686
Na Lata - Conteúdo de alto Teor

Na Lata: Tom Brasil teve a chance de fugir graças à morosidade do sistema

Defesa foi avisada de pedido de prisão e professor de dança não se fez de rogado

9 OUT 2017
Liziane Berrocal
13h36min
na-lata-interna1
Victor Hugo - 28 anos

Em tempos em que cada vez mais discute-se a fomentação e cumprimento dos direitos das mulheres vítimas de violência, causou espanto e indignação a demora da Polícia e da Justiça agir no caso do coreografo Tom Brasil.

O surreal começa quando o advogado Rafael Nunes, que é responsável pela defesa de Tom Brasil, afirmou a reportagem que a delegada Marília de Brito teria avisado a ele que seria pedida a prisão de Ewerton Cesar Ferriol Icasati.

Nesse caso, o questionamento fica por conta dessa “troca de informações” da defesa com a polícia. Oras, se há um pedido de prisão preventiva – que não tem prazo para acabar, contra um cliente, o que o advogado faz?

Vai tentar derrubar e claro, só então o cliente se entregar. E pelo visto, foi exatamente isso que Tom Brasil e sua defesa fizeram, para indignação social e também das vítimas e seus familiares.

Sim, porque além da demora em algo ser feito contra o professor de dança, inúmeras pessoas avisaram sobre uma “possível” fuga nas redes sociais. Ele, apontado como um abusador contumaz por suas alunas, usava da chantagem emocional e pressão psicológica para calar quem era abusada.

O caso só veio à tona após uma delas tomar coragem e denunciar publicamente nas redes sociais. Depois disso foram pelo menos novas seis denúncias que chegaram a redação do TOPMÍDIA.

O que causou espanto nesses casos é que há denúncias de estupro contra Tom Brasil desde 2016 e casos que foram denunciados de “cara limpa”, ou seja, as vítimas colocaram a cara a tapa e falaram as barbáries que sofreram. Lembrando que entre elas havia uma menor que contava com 15 anos na época do crime.

Ainda assim, essas mulheres e meninas foram submetidas a julgamentos e apontamentos como se fossem “culpadas” dos abusos que sofreram e como se não bastasse tudo que viveram, o algoz de suas vidas, ainda teve tempo de fugir e pior, foi avisado que seria preso.

Ou seja, as vítimas foram abusadas várias vezes, tanto por Tom, quanto pela opinião descabida de culpabilização e até mesmo pela própria Justiça, que lenta, ainda deu chance para o azar. 

na-lata-interna2
nando viana

Veja também