bar em bar
erro medico
(67) 99826-0686

Na Lata: Politicagem toma conta de eleição na Santa Casa e acirra disputa entre chapas

11 NOV 2017
Rei Julien
08h33min

A disputa pela direção da Santa Casa de Campo Grande está equivalente à concorrência por uma prefeitura agora que haverá eleição para a escolha da nova diretoria do hospital. É que, depois de muitos anos, haverá concorrência. De um lado, o atual presidente Esacheu Nascimento e, de outro, Alfredo Sulzer que é economista e ex-secretário de Estado.

Segundo dizem, pelo estatuto da Santa Casa, a rigor, Esacheu não podia ser candidato porque são vedadas duas reeleições, mas ele alega que o primeiro mandato foi apenas ‘tampão’, ou seja, ele concluiu o mandato anterior do ex-presidente Arthur Dávila e não valeu.

Isso causou desconforto em muitos associados e conselheiros. Por isso, nasceu um grupo dissidente. E como, nos bastidores, recentemente, Esacheu revelou que pretende se reeleger e passar o mandato para o vice com o objetivo de tentar uma vaga na Câmara Federal, o acusam de usar o local como “trampolim político”.

Agora, é que são elas. Pelos grupos de WhatsApp, a disputa começa a ganhar novos contornos, com o lado oposto deixando claro isso. A acusação é que o atual presidente é alguém de “muitas fotos com autoridades sem nenhum resultado prático”.

A oposição divulga dívidas milionárias. Segundo ela, só com a Caixa Econômica a conta já teria ultrapassado os R$ 120 milhões, e com fornecedores e prestadores de serviços, já está além dos R$ 25 milhões. Atualmente, somados o déficit operacional com o custo financeiro, o hospital estaria acumulando um prejuízo que supera os R$ 6 milhões mensais.

“A nossa Santa Casa é uma bomba relógio prestes a explodir. Já estamos há mais de um ano sem êxito para assinar uma nova contratualização com a prefeitura. Qual a nossa proposta? Substituir a atual Diretoria que se mostrou incapaz de administrar a Santa Casa. Você, meu caro associado, poderá decidir com o seu voto o nosso futuro, no próximo dia 13, segunda feira, no período das 18h e 20h”, diz a mensagem.

Na Lata: mais um tarado ataca e Campo Grande vive epidemia de maníacos nos ônibus

10 NOV 2017
Vinícius Squinelo
09h00min

Depois do flagra de um homem se masturbando na linha 063 (Terminal Moreninhas – Aero Rancho, foto ao lado), mais e mais relatos de tarados nos ônibus de Campo Grande chegam ao conhecimento do TopMídiaNews.

Agora, o ‘novo’ maníaco ataca na linha 081, também em Campo Grande. Esse não se masturba, mas fica alisando e passando a mão nas mulheres. Uma falta de respeito!

E uma cobrança: cadê os homens desses ônibus? Ninguém se mexe não? Todo mundo pianinho pra tarado? E se fosse com a filha de vocês? Sem contar a falta de segurança vivida pelas campo-grandenses.

@@NOTICIAS_RELACIONADAS@@

Veja o mais recente relato de medo (na íntegra, com possíveis erros de português):

"MENINAS que pegam ônibus de manhã, entre 06:30 e 08:30, cuidado com esse homem. Normalmente eu pego ônibus esse horário pra ir trabalhar, faz uns dias já que peguei um e sentei ao lado dele, aos poucos ele vai abrindo mais o braço pra conseguir encostar em você, a mão vai descendo e em poucos minutos já está na sua perna. Hoje peguei o mesmo ônibus e vi ele sentado e uma menina ao lado, sim, ele já estava fazendo a mesma coisa com ela, fiquei na frente dos dois, quando a mão dele chegou na perna dela, ela me olhou, eu disse que estava vendo e comecei a gritar e mandei ele tirar mão, ela começou a chorar e as pessoas ficaram olhando. Depois que desci do ônibus, três meninas incluindo a que ele tinha passado a mão hoje, vieram agradecer e falar que também já tinham passado por isso com esse mesmo cara. Meninas se tiver acontecendo algo, peça a ajuda de uma mulher, no ônibus tinha vários homens e claro que eles não fizeram nada e vai ser muito difícil você encontrar algum que faça. Você não tem que deixar de ir sentada, só porque no banco tem um babaca que acha que tem o direito de passar a mão no seu corpo. Não levante e vá embora como se nada tivesse acontecido. TEM QUE EXPOR MESMO.”

Na Lata: Exército passa vergonha em obra e cai em descrédito na prefeitura

9 NOV 2017
Jesse James
10h10min

E a ideia brilhante de Alcides Bernal – mais uma vez – virou pó. As obras tocadas pelo Exército em Campo Grande simplesmente não andam. O que era para demorar seis meses se arrasta por quase ano e sem previsão de término. A tal eficiência militar passa longe daqui, pelo menos no quesito pavimentação urbana.

Assim, o Comando Militar do Oeste caiu no total descrédito com a prefeitura, do ponto de vista da realização de obras. Agora, a administração pública estuda um jeito de romper o mirabolante contrato firmado na gestão passada. Enquanto isso, comerciantes e população convivem com o caos em avenidas da Capital.

É bom que nossos soldados atirem melhor do que batam massa, senão..

(O Exército afirma que, desde o início, a previsão é de que a obra dure 27 meses)

Na Lata: Câmara Municipal pode alugar prédio desativado do Banco do Brasil

8 NOV 2017
Celaena Sardothien
15h59min

Além da reforma do prédio da Câmara Municipal de Campo Grande, os vereadores estudam ampliar o espaço de atendimento à população alugando um imóvel que era ocupado pelo Banco do Brasil, ali ao lado da instituição, na própria Avenida Ricardo Brandão, bairro Jatiuka Park.

O presidente da Casa de Leis, vereador João Rocha (PSDB), não confirma a possibilidade, mas admite a existência de planos para transferir a parte administrativa da Câmara Municipal para outro lugar, ainda não definido. A tão sonhada reforma ainda está em processo de licitação, mas deve começar durante o recesso parlamentar.

Na Lata: No Novembro Azul até Puccinelli manda homens fazerem 'aquele' exame

7 NOV 2017
Airton Raes
09h44min

O ex-governador André Puccinelli (PMDB) divulgou vídeo nas redes sociais exaltando a Campanha Novembro Azul, de prevenção contra o câncer de próstata.

André Puccinelli é médico, formado pela Universidade Federal do Paraná e especializou-se em cirurgia geral. No vídeo, ele lembrou que o câncer de próstata é o mais comum entre os homens. “Façamos exames para que não venhamos morrer de câncer de próstata que é o mais incidente entre os homens”.

Além de afirmar para que os homens façam o famoso “exame do toque”, também pede que as mulheres levem seus companheiros para que possam fazer o exame. “Este vídeo é mais dirigido aos amigos do face, mas também para que as companheiras induzam seus companheiros para que neste novembro azul façam o exame de próstata”, disse.

Na Lata: Polícia acoberta bandido? Esconde estudante e apresenta pobres. Mostra sua cara rapaz!

6 NOV 2017
Vinícius Squinelo
08h48min

Quatro dias se passaram desde a morte de Carolina Albuquerque Machado, 24 anos. O assassino, o tal ‘estudante de medicina’ (vamos colocar entre aspas sim*) João Pedro da Silva Miranda Jorge, 23 anos, já está livre leve e solto. E simplesmente foi acobertado pela polícia. E fica a pergunta: qual o motivo?

Seria porque ele é jovem? Bem de vida, afinal dirigia uma caminhonete Nissan Frontier, nada barata. Ou motivos mais escusos?

Acostumados com cobrir polícia todo dia, nós jornalista já sabemos, qualquer prisão feita é a mesma coisa, delegados rapidamente se apressam em promover logo coletivas de imprensa e colocar a bandidagem frente a frente com as câmeras. Mas, pelo que parece, isso só vale quando é pé rapado né.

Quando o tal suspeito (afinal, agora a polícia já usa o termo suspeito né, não assassino) é bem de vida, aí a história é outra. Entra na delegacia escondido. Policial fecha a porta na cara de jornalista, esconde muito bem o jovem. Sai escondido na madrugada. Uma salva de palmas!

Sobre o aspas no asterisco no estudante de medicina fica aqui abaixo reproduzido o Juramento de Hipócrates, realizado pelos médicos no ato de formação (forma resumida):

"Eu, solenemente, juro consagrar minha vida a serviço da Humanidade.

Darei como reconhecimento a meus mestres, meu respeito e minha gratidão.

Praticarei a minha profissão com consciência e dignidade.

A saúde dos meus pacientes será a minha primeira preocupação.

Respeitarei os segredos a mim confiados.

Manterei, a todo custo, no máximo possível, a honra e a tradição da profissão médica.

Meus colegas serão meus irmãos.

Não permitirei que concepções religiosas, nacionais, raciais, partidárias ou sociais intervenham entre meu dever e meus pacientes.

Manterei o mais alto respeito pela vida humana, desde sua concepção. Mesmo sob ameaça, não usarei meu conhecimento médico em princípios contrários às leis da natureza.

Faço estas promessas, solene e livremente, pela minha própria honra."

Na Lata: em MS rico foge e não é preso, polícia procura e não acha, e a vida segue normalmente...

4 NOV 2017
Vinícius Squinelo
07h54min

Dois casos emblemáticos marcaram as páginas policiais de Mato Grosso do Sul no último mês. E até o momento ambos têm o mesmo desfecho: a impunidade. No primeiro, um coreógrafo é indiciado pelo estupro e abuso sexual de sete mulheres; foge e não é preso. No segundo, um ‘jovem’ de 23 anos corre a mais de 160 km/h numa caminhonete, bate num carro de uma mulher com uma criança, mata um, foge e – advinha – não é preso.

Será essa então a Justiça de Mato Grosso do Sul? O fim é este? É só fugir que está tudo resolvido? Eu fujo e não sou preso? É isso mesmo?

Detalhes das histórias chegam a ser bizarros. O primeiro advogado de Tom Brasil chegou a ser avisado pela delegada do que investigava os crimes sexuais de que a Polícia Civil pediria a prisão do coreógrafo. Lógico, ele fugiu. A polícia depois ainda afirmou que ‘desconfiava’ que ele estaria em propriedades rurais da família, falou em força-tarefa para prendê-lo. Isso há mais de semanas, e segue o jogo...

Já o caso de João Pedro da Silva Mirada Jorge, 23 anos, é mais recente, mas não menos emblemático. Após bater no carro de Carolina Albuquerque Machado, 24, e matar a jovem, o ‘estudante’ fugiu a pé, deixando uma criança ferida sem socorro no carro da moça. Todas as redes sociais do jovem desapareceram – que jovem discreto né, nunca gostou mesmo dessas modernidades... (ironia gente)

Novamente, a Polícia Civil fala em ‘força-tarefa’ para prender o rapaz. Novamente, não consegue. Nos dois casos, há ordem judicial para prisão dos suspeitos (e leitor, não adianta brigar com a palavra suspeito, para a JUSTIÇA o termo é esse, e depois nós usamos outra palavra aqui e ainda somos processados).

No fim, a velha máxima de que é a Lei é para todos não parece se aplicar a Mato Grosso do Sul. Obrigado Brasil

Na Lata: Governo já tem substituto de Monteiro, mas servidores desconfiam

2 NOV 2017
João das Neves
09h22min

Com a indicação praticamente certa do secretário de Estado de Fazenda, deputado federal licenciado Márcio Monteiro (PSDB), à vaga de conselheiro do Tribunal de Contas, o substituto na pasta deve ser o secretário-adjunto da Sefaz, Guaraci Luiz Fontana.

Entretanto, o governo encontra resistência dos servidores da Sefaz contra a nomeação de Guaraci Fontana como secretário. Fiscais tributários de grupos contrários fazem oposição ao nome de Fontana por não quererem a continuidade da gestão feita por Monteiro dentro da secretaria.O principal motivo é que Guaraci é Fiscal de Renda, antiga denominação dos Agentes Tributários e não auditor fiscal. Outro motivo é a relação próxima com o governo, não sendo um nome bem aceito entre os servidores.

Guaraci Fontana é fiscal tributário estadual da Secretaria de Fazenda. é homem de confiança de Reinaldo Azambuja, ajudando durante a gestão do Tucano na prefeitura de Maracaju.

Na Lata: menina com intenções políticas arranja emprego fantasma e dá golpe até em capacitação

27 OUT 2017
Rei Julien
10h45min

Com intenções políticas, esposa de médico e que se diz de família tradicional na cidade participou e foi escolhida para o processo seletivo de "entrevistador social".

O salário é de R$ 1,2 mil e até aí, todos podem participar do processo seletivo. O problema é que há um treinamento para que as pessoas saibam o que deverá ser feito e etc.

Mas a moçoila não estaria participando de forma assídua e quando questionada sobre o motivo de não estar indo soltou na lata: "Eu sou neta do ex-governador Pedrossian, nunca trabalhei e serei candidata no ano que vem".

A família de Pedrossian, porém, garante: não há neta nenhuma nessa situação. A tal menina só estaria usando o nome do e x-governador.

Ah, e ainda avisou que vai tirar atestado médico para se submeter a microcirurgia. É mole?

(matéria editada às 18h20 do dia 28/10 para acréscimo do posicionamento da família de Pedro Pedrossian)

Na Lata: Policiais desencorajam vítimas de fazer B.O. e acabam prejudicando luta por direitos

21 OUT 2017
Liziane Berrocal
10h00min

As delegacias do Estado precisam passar urgente ou por reciclagem ou por cursos para que os policiais sejam melhor instruídos quanto aos direitos das vítimas. O motivo é que muitos cidadãos que tem os direitos violados, quando chegam para lavrar boletim de ocorrência são desencorajados e até mesmo não permitem o B.O.

Diariamente chega a redação do TopMídiaNews casos onde a vítima teve um direito não respeitado ou mesmo foi cometido um crime – de menor potencial ofensivo ou não, e acabam sem fazer a ocorrência porque há um policial que diz “não vai dar em nada” ou “nem há crime aí”.

Pessoas com instrução ainda conseguem insistir e ter o BO lavrado, porém, a grande massa é desconhecedora dos direitos, e acabam por desistir de lutar pelos seus direitos. O último caso da jovem negra que estava em um restaurante, e foi chamada de mendiga por causa do cabelo rastafári ilustra bem.

Ela não foi impedida, mas bastante desencorajada com a afirmação que “ficaria muito difícil provar e não vai dar em nada”. Assim não há direito que se sustente, já que o Direito não socorre os que dormem.

E por outro lado o Governo também precisa investir em melhor preparo dos policiais e motivação dando condições de trabalho justas e remuneração compatível. Ou seja, há um conjunto de coisas as serem melhoradas.

E isso, só acontecerá quando todos respeitaram o direito alheio. Inclusive o de lutar pelo que acredita. Mesmo que “não dê em nada”.