Corrida Cassems
(67) 99826-0686

Na Lata: 'Rei da pornochanchada' levanta suspeitas sobre recapeamento em rodovia sem buracos

11 SET 2017
O Analista
14h28min

Conhecido como “rei da pornochanchada”, o ator e diretor David Cardoso utilizou as redes sociais para indagar sobre o recapeamento do trecho entre Indubrasil e Terenos. Ele alega que passa pelo local diariamente há treze anos e que o asfalto não apresentava buracos, sendo um dos melhores trechos do trajeto.

“Porque é que estão recapeando há dias um dos melhores trechos de estrada do Estado - de Indubrasil a Terenos. Não tinha sequer um buraco. De Indubrasil até o aeroporto está péssima. Ótima para Aquidauana, Miranda, Corumbá”, explica Cardoso.

David contou também que, durante interdição para as obras na rodovia, tirou fotos da obra e foi conversar com os operários, e após isso saiu desconfiado. “Sou meio azarado e sempre o primeiro a ser brecado nos trechos que estão pavimentando. Ontem ao parar na barreira o serviçal da rodovia me reconheceu, tiramos fotos e fiz essa pergunta ao operário. Resposta - aí tem coisa seu David. Talvez o ex-prefeito de Terenos e agora deputado estadual possa lhe esclarecer”, disse se referindo ao deputado estadual Beto Pereira (PSDB).

O ator e diretor encerra reclamando dos bloqueios durante o feriado de 7 de setembro, que chegaram a quinze minutos por faixa. “Nunca vi nada igual em toda minha vida. Hoje, às 15,30hs 7 de setembro. continuam interditando a rodovia, às vezes por 15 minutos. Alguém está com pressa em receber. Estou atônito. Isto aqui acabou”, escreveu.

Na Lata: Comissionados fazem 'patrulha' nas redes sociais, mas esquecem da lição de casa

9 SET 2017
Liziane Berrocal
11h24min

Servidores da Educação com cargo de confiança, tanto da secretaria estadual quanto municipal, estão realizando uma verdadeira 'patrulha' nas redes sociais. A cada denúncia de problemas dentro das escolas, os servidores – a maioria durante o horário de trabalho - correm e disparam contra os mensageiros, alegando que são 'reportagens mentirosas e com informações falsas'.

Acontece que muitas dessas informações (para não dizer a maioria) chegam aos jornais, acreditem, dos próprios colegas que não aceitam certos desmandos, nem atuação antiética de alguns colegas.

A crítica construtiva sempre é salutar, porém, parece que muitos dos servidores não fazem a lição de casa. Por exemplo, a história contada pela mãe do aluno autista que foi suspenso sem sequer citarem em ata sobre seu autismo – que é sim uma informação importante para conter em ata.

Uma coordenadora da Educação Especial da SED, funcionária comissionada, detonou a reportagem e depois apagou o comentário. Só esqueceu de comentar que no próprio prédio da Educação Especial, o elevador ficou um bom tempo estragado, fazendo com que muita gente passasse apuros e até subisse escada carregando filho no colo, porque não tinha por onde subir a cadeira de rodas.

Ou que coordenador foi intimidar mãe por meio de mensagem de texto?

Como diriam Bruno e Marrone: “Isso cê num conta”, né?

Na Lata: Vereador pede volta de projeto de Bernal, mas esquece de citar gestão passada

8 SET 2017
Queen Seixas
13h19min

Em política quase nada se cria, tudo se copia. E o que antes era criticado, agora é bastante elogiado e até, digamos, copiado. Por exemplo, na gestão passada, Alcides Bernal (PP) implantou o “Terceiro Turno”, que era um turno a mais dos médicos atendendo na rede pública de saúde do município.

Agora, o vereador André Salineiro (PSDB) fez a mesma proposta na Câmara Municipal pedindo o “terceiro turno nas unidades básicas de saúde”. E o pedido é insistente, já que ele teve uma primeira negativa do secretário de saúde, Marcelo Vilela. “Mas peço de novo, porque a resposta do secretário não me satisfez”, afirmou lendo a justificativa de Vilela.

“Estamos aqui tentando ajudar o Marquinhos Trad na administração porque, conversando com os servidores, a gente percebe que o terceiro turno é viável e possibilitaria atendimento com dignidade aos trabalhadores. Até porque, UBS parece que é cartório, fecha na hora do almoço. Atrapalha o trabalhador que tem que faltar serviço”, justificou, porém, sem sequer lembrar que na gestão passada o projeto funcionava.

Na Lata: Vereador aproveita desfile para autopromoção com projeto rejeitado na Câmara

7 SET 2017
Rei Julien
10h29min

Quem foi ao desfile comemorativo do Dia da Independência ganhou leques de papel com a foto do vereador Vinicius Siqueira (DEM). O abanador distribuído entre quem estava por lá dava a impressão de que, graças a Vinícius Siqueira, haveria uma redução de 30% na alíquota do IPTU através do Projeto de Lei 5.840/2017.

Acontece que o projeto foi devolvido para ele para readequações e com parecer contrário a tramitação por inconstitucionalidade, afinal vereador não pode legislar sobre questões que diminuem a receita do município. Além disso, a proposta apresentada por Siqueira, que pede a redução da alíquota, na verdade está registrada através do número 8.540/17 e não o que estava no material de divulgação.

Só por curiosidade, a lei n. 5.840, de 7 de agosto de 2017, não trata de redução do IPTU e sim “autoriza a doação de imóvel público, com encargos, e concede a isenção de tributos e outros incentivos à empresa 7 m alimentos ltda, no âmbito do programa de incentivos para o desenvolvimento econômico e social de campo grande (PRODES)”.

Ah, e sabe quem paga esse tipo de publicação? O contribuinte, claro, porque isso entra em despesas com divulgação de atividades do mandato.

Na Lata: Chamado de 'caloteiro', Zeca do PT é alvo de protesto no Grito dos Excluídos

7 SET 2017
Liziane Berrocal
08h41min

A dívida trabalhista do PT com os funcionários demitidos também será motivo de protesto no Grito dos Excluídos, que tradicionalmente é promovido por militantes de esquerda todo dia 7 de setembro.

O alvo do protesto é o presidente regional do partido e deputado federal Zeca do PT, que está sendo chamado de “caloteiro”. A convocação para a manifestação acabou gerando uma 'treta maligna' na internet, a ponto que até uma das filhas do parlamentar entrou no meio.

A postagem foi de Marquinhos Nogueira, militante histórico do partido e teve uma repercussão negativa para Zeca, com vários xingamentos e ofensas. Ex-secretário durante o governo petista no estado, Egon Krakhecke saiu em defesa do colega de partido alegando que não foi ele “quem quebrou o PT”.

Outra militante já mandou na lata: “Engraçado quando a direita tem esse tipo de atitude a gente tem que ir para movimentos de luta e rua e gritar nenhum direito a menos. E quando acontece dentro de casa daí temos que ter cautela? Estou confusa”, questionou.

Seis dos nove trabalhadores demitidos até agora pelo Partido dos Trabalhadores em Mato Grosso do Sul entraram na Justiça contra a legenda para receber os direitos trabalhistas. Os funcionários reclamam que o partido não dá satisfações e sequer recolheu o FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) à Caixa Econômica.

A alegação do parlamentar é que pegou o partido com R$ 600 mil em dívidas.

Na Lata: Ex-aliado de Bernal assume executiva do PODEMOS e causa irritação

6 SET 2017
Rei Julien
14h02min

Quando um partido é digamos, menor, e alguém é eleito e assume o mandato, geralmente se torna o expoente partidário por ser “bom de voto”. Certo? Errado. No antigo PTN, agora Podemos, por exemplo, a vereadora enfermeira Cida e os suplentes Silvio Mori e Celsinho Paulo não são muito lembrados.

Agora, a abertura dada a já conhecido “político” tem deixado partidários irritadíssimos. Com fama de que pula conforme a conveniência pessoal, o nome de Juliano Gogosz não foi muito bem recebido por alguns membros da sigla que, apesar da mudança de nome, continuou com Claudio Sertão na direção estadual.

Juliano assumiu a executiva municipal do partido e a reclamação é que os políticos que receberam votos, sequer teriam sido chamados para participar efetivamente da sigla.

Gogosz ficou conhecido quando participava da presidência da Juventude do PMDB municipal, a JPMDB. Em fevereiro de 2012, ele acabou sendo expulso do grupo após ameaçar trocar o partido pelo PT, com a promessa de arrastar mais de 1 mil jovens para apoiar a candidatura do deputado federal Vander Loubet (PT) para a prefeitura de Campo Grande. Entre idas e vindas, o rapaz acabou se aproximando do PP e começou a trabalhar no Executivo durante a administração de Alcides Bernal (PP).

Na Lata: No estilo 'paz e amor', Puccinelli recebe ex-BBB que o xingou de golpista em show

5 SET 2017
Liziane Berrocal
13h15min

Há amor entre os brutos e coronéis da política de nosso Estado. Após receber o ex-prefeito e grande desafeto político Alcides Bernal (PP) em seu escritório, o ex-governador André Puccinelli (PMDB) agora teve uma conversa amigável com o advogado Ilmar Renato (PT), o Mamão, que participou do programa Big Brother Brasil deste ano.

O assunto foi política e o clima paz e amor foi grande no escritório político de Puccinelli, no Centro da Capital. O encontro aconteceu na manhã desta terça-feira (5) e juram que não foi registrado em fotos

Vale lembrar que Puccinelli e Mamão discutiram publicamente em 2014, durante um show no Parque das Nações Indígenas.

"Estou aqui fazendo meu papel como cidadão... Eu acho você um golpista", disse Ilmar ao então governador.

"E você é um mal educado", respondeu Puccinelli em seguida, antes de ir embora.

Agora, com vistas de voltar a concorrer o Governo e Mamão de olho em uma vaga na Câmara Federal, o caminho foi o “diálogo republicano”.

Na Lata: Na China com Temer, Marun 'tieta' presidente da Rússia

4 SET 2017
Lara Croftt
11h14min

O deputado federal Carlos Marun (PMDB) está viajando para o exterior com o presidente Michel Temer (PMDB). Fiel escudeiro do Governo e do próprio Temer, o tratorzão como Marun é chamado, fez questão de fazer uma foto com Vladimir Putin, presidente da Rússia.

A comitiva oficial da Presidência da República está em Pequim, na China, para tratar de assuntos econômicos. Todo orgulhoso, Marun exibe nas redes sociais detalhes políticos da viagem garantindo que Temer e ele foram super bem recebidos com “toda honra”. Ainda assim, ele não deixou de ficar, para não perdermos o trocadilho, 'putin da vida' com Joesley Batista que é chamado por ele de "megacriminoso". O motivo da braveza é que o empresário chamou Temer de 'ladrão geral da República'.

Na Lata: Namore alguém que te olhe como Bernal e André se olham

2 SET 2017
Diana Christie e Liziane Berrocal
11h37min

Dias depois do encontro, finalmente começam a surgir as primeiras imagens da reunião histórica entre Alcides Bernal (PP) e o ex-governador André Puccinelli (PMDB), que ocorreu nesta semana. Após anos de acusações públicas e troca de alfinetadas, a dupla deixa as diferenças de lado, tudo para garantir o tal do ‘diálogo republicano’.

O encontro aconteceu por iniciativa do próprio Bernal no escritório político de Puccinelli, na Capital. Segundo o ex-prefeito, o motivo é o alinhamento político entre o PP e o PMDB no cenário nacional.

“Vamos buscar todos os partidos que quiserem um MS desenvolvido em um Brasil que supere todas as crises que faz o povo sofrer. Política é a arte do diálogo republicano”, afirmou.

Bernal ainda usou o cargo de governador e de grande liderança política para citar Puccinelli. “Assim mostramos que falamos com todos os governadores e lideranças políticas e assim pensamos no nosso Estado e País”.

O ex-governador confirmou o encontro, mas foi econômico nas palavras. “O moço tomou a iniciativa de me visitar e conversamos”, se limitou a dizer.

Na Lata: Com salário de R$ 17 mil, esposa de Hashioka já auxilia marido no Detran/MS

1 SET 2017
Lara Croftt
10h26min

Após a nomeação do marido Roberto Hashioka para o Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito), a ex-deputada estadual Dione Hashioka já teria começado a atuar junto aos funcionários. Segundo as informações recebidas pela reportagem, ela já começou a questionar os funcionários sobre quais seriam as “queixas e melhorias” a serem feitas no órgão.

Nomeada como assessora especial do Governo do Estado, ela tem salário de R$ 17.063,82, mais de quatro vezes maior que a média dos funcionários. Já o marido, recém-nomeado, deverá ter um salário aproximado de R$ 24 mil, que é quanto recebia o ex-diretor presidente Gerson Claro Dino, que pediu exoneração após ser preso durante operação do Gaeco.