(67) 99826-0686
PMCG Janeiro

Acusados do assassinato do cadeirante Luiz Augusto serão levados a júri popular

Eles são acusados da prática de homicídio qualificado, homicídio simples e ocultação de cadáver

14 JAN 2019
Dany Nascimento
09h56min
Foto: Ilustração/TopMídiaNews

Duas mulheres e um homem serão levados a júri popular, na Comarca de Chapadão do Sul, acusados de assassinar o cadeirante Luiz Augusto, na noite de 15 de novembro de 2017, na casa da vítima, localizada na Rua P-20, no Bairro Planalto, em Chapadão do Sul.

Camila Rosa Dourado Nogueira e Genauro Lucas Fonseca são acusados da prática de homicídio qualificado, homicídio simples e ocultação de cadáver e Debora Siqueira da Silva da prática de ocultação de cadáver.

Os fatos

Segundo a acusação, no dia dos fatos os réus teriam ido até a casa da vítima onde passaram a ingerir bebida alcoólica; momentos depois o réu Genauro travou uma discussão com a vítima, que foi apaziguada por Débora e Camila. Ato contínuo, o réu Genauro pediu que a vítima ligasse o computador, o que foi feito, e todos foram para o quarto; a vítima pediu para Genauro fechar o portão da casa, oportunidade em que saiu do quarto. Ao voltar, Genaura estava com uma extensão no ombro e quando a vítima virou-se de costas, ele repentinamente passou a extensão em seu pescoço asfixiando-a, enquanto isso, a ré Camila pegou uma garrafa de bebida alcoólica e bateu na cabeça da vítima. Após isso, os denunciados transportaram o corpo no porta malas de um veículo que pertencia à vítima e jogaram o corpo num local afastado, próximo ao antigo lixão municipal, abandonando o veículo em seguida.

A defesa pede a diminuição de pena, tentando excluir qualificadoras. Os acusados estão presos e assim deverão continuar e serem levados a júri popular.

Então, para decisão, necessária análise minuciosa das provas até então produzidas, em conformidade com as teses sustentadas pela acusação e defesa, o Juiz da Primeira Vara, da Comarca de Chapadão do Sul, Dr. Juiz Silvio C. Prado determinou que sejam os réus levados a júri popular, o que deve ocorrer no dia 18 de fevereiro de 2019, a partir das 08 horas, no prédio do Fórum de Chapadão do Sul, localizado na Avenida Mato Grosso do Sul nº 311, Parque União.

Veja também