informe leilão
dr. hernia
(67) 99826-0686

Adolescente esfaqueia e ateia fogo em corpo de mulher; tentou esquartejar o cadáver

O motivo do crime seria um desentendimento entre a vítima e a mãe do suspeito

12 FEV 2017
Anna Gomes
10h02min
Foto: Da Hora Bataguassu

Um adolescente de 17 anos foi apreendido após esfaquear e atear fogo no corpo de uma mulher identificada como Laís Cristina Costa da Silva de 27 anos. O bárbaro crime aconteceu na casa da vítima, localizada no Jardim São Francisco, em Bataguassu, município distante aproximadamente 330 quilômetros de Campo Grande.

De acordo com o site Da Hora Bataguassu, o corpo foi encontrado totalmente carbonizado neste sábado (11). Após poucas horas de investigações, agentes do SIG (Setor de Investigações Gerais) conseguiram identificar e apreender o suspeito.

O delegado responsável pelo caso, Nilson Martins, disse que os policiais receberam uma denúncia anônima de que o suposto autor poderia ser um adolescente de 17 anos que foi detido e confessou o crime.

Aos policiais, o jovem confirmou que com requintes de crueldade, ele teria iniciado a execução da jovem durante a noite de quinta-feira (9), porém, somente ceifou definitivamente a vida de Laís, na manhã de sexta-feira (10).

Ainda conforme o site local, o adolescente afirmou que cometeu o crime após ele ir até a residência da vítima, tirar satisfação com ela por conta de um desentendimento entre a mulher e sua mãe. Durante a conversa Laís teria pedido para que ele 'ficasse de boa' ou caso contrário, o rapaz iria ver, pois ela sabia que o mesmo estaria envolvido com coisas erradas.

Mediante a ameaça, o adolescente teria se apossado de uma faca, iniciando as agressões contra a vítima, que teria tentado se defender e ambos entraram em luta corporal, mas ele acabou a ferindo.

Ao delegado, o adolescente contou que teria desferido diversos golpes de faca contra a jovem, durante a noite de quinta-feira (9). Após o crime, ele teria pernoitado no local, juntamente com o corpo da mulher, que segundo ele, achava já estar sem vida. Ao acordar, na manhã de sexta-feira, o suspeito percebeu que Laís ainda estava viva, momento em que desferiu novos golpes e definitivamente assassinou a vítima.

Depois do crime, o adolescente contou que ficou preocupado sobre o que faria com o corpo. Ele teria tentado arrumar um veículo, como não conseguiu, tentou esquartejar o cadáver com o uso das facas de açougue, que foram encontradas na casa, mas também acabou não conseguindo.

Após as duas outras tentativas de ocultação do corpo não terem dado certo, foi onde o adolescente contou que teve a idéia de atear fogo. Segundo ele, retirou o cadáver da casa na madrugada de ontem, o levando para os fundos da residência, lá colocou entre dois colchões, em seguida jogou gasolina e ateou fogo.

Segundo ele, às chamas tomaram grandes proporções, chegando ele a pensar que poderia atingir a casa. Com medo de ser descoberto, ou atingido pelo fogo, o adolescente fugiu do local.

Segundo Martins, o jovem foi apreendido em flagrante, e deverá ser autuado pelo ato infracional de Homicídio Qualificado com ocultação de cadáver, ficando recolhido em uma cela separada da delegacia de Bataguassu, até que seja aberta uma vaga em uma UNEI (Unidade Educacional de Internação) do estado. Se não encontrarem uma vaga, o adolescente deverá ser liberado em um prazo de cinco dias.

O corpo de Laís foi encaminhado para o IML (Instituto Médico Legal) da cidade de Dourados.

Veja também