festival de reggae
erro medico
(67) 99826-0686

Agentes da PF deixam condomínio de Puccinelli com malote

Policiais ficaram no apartamento do ex-governador por cerca de 1h40 minutos

14 NOV 2017
Rodson Willyams e Anna Gomes
07h54min
Foto: André de Abreu

Os agentes da Polícia Federal deixaram o apartamento do ex-governador André Puccinelli, do PMDB, por volta das 7h40, com um malote. Nenhum dos policiais falaram com a imprensa. Os agentes chegaram ao apartamento do principal líder peemedebista por volta das 6 horas desta terça-feira (14), na Rua Euclides da Cunha, em Campo Grande. Porém, outros agentes ainda ficaram com o próprio governador dentro  do apartamento.

A PF deflagra na manhã de hoje mais uma fase da operação Lama Asfáltica, e mira o ex-governador e o filho André Pucinelli Júnior. Ao todo, são cumpridos pelos agentes seis mandados de condução coercitiva, 24 de busca e apreensão, além do sequestro de valores nas contas bancárias de pessoas físicas e empresas investigadas. 

As medidas estão sendo cumpridas em Campo Grande, Nioaque, Aquidauana e São Paulo (SP), com a participação de mais de 300 Policiais Federais, servidores da CGU e servidores da Receita Federal. Os prejuízos causados pela Organização Criminosa ao erário, levando em consideração as fraudes e as propinas pagas a integrantes da Organização Criminosa, passam dos R$ 235 milhões. O cálculo é da própria PF.


Condomínio em que reside o ex-governador André Puccinelli. Foto: André de Abreu.

Freguês

Em maio deste ano, Puccinelli foi alvo da PF, chegou a ser conduzido à sede da PF em Campo Grande, usou tornozeleira eletrônica até pagar fiança e conseguir uma liminar de liberação.

A nova operação ocorre quatro dias antes do ex-governador assumir novamente o comando do PMDB regional de olho nas eleições 2018.

Veja também