FAPEC
FAPEC - vestiular
(67) 99826-0686
Gov presente - transparencia

Com fuzil, bandidos rendem seguranças e explodem caixas eletrônicos em Campo Grande

Eles prenderam várias pessoas e um dos seguranças ficou amarrado

11 OUT 2017
Anna Gomes
08h17min
Foto: André de Abreu

Pelo menos seis criminosos tiveram participação em um roubo de dois caixas eletrônicos na madrugada deste feriado (11). Fortemente armados, eles renderam os seguranças, amarraram vítimas, trocaram tiros com a polícia, mas conseguiram fugir. O fato aconteceu dentro da Acrissul (Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul), no Parque de Exposições Laucídio Coelho, em Campo Grande.

De acordo com um dos seguranças, por volta das 2h30, enquanto um dos bandidos ficou em um carro dando apoio, cinco homens encapuzados renderam o funcionário do local, que ainda tentou reagir, mas desistiu após perceber o armamento pesado dos criminosos.

"Eles estavam armados com fuzis e metralhadoras, rapidamente renderam os seguranças. Enquanto um ficou lá fora dentro de um Vectra dando apoio, os outros cinco entraram em um Golf. Eles amarraram um dos seguranças, duas pessoas que passavam na rua naquele momento também foram detidas pelo bando. Ao todo pelo menos quatro pessoas ficaram presas em uma guarita enquanto eles explodiam os caixas", disse um dos seguranças.

Os criminosos explodiram pelo menos dois caixas eletrônicos, levando o malote de dinheiro e os aparelhos celulares de todas as vítimas. Uma equipe da Polícia Militar estava trabalhando perto do local, ouviram a explosão e quando os militares foram verificar o que estavam acontecendo, trocaram tiros com os bandidos.

"Os policiais passaram bem na hora que os criminosos estavam saindo com o Golf, os militares trocaram tiros com eles e um dos disparos atingiu o pneu do carro, mas eles saíram de um veículo e entraram em outro que estava dando apoio", destacou.

O Veículo Golf foi abandonado e apreendido pela polícia. A princípio, ninguém ficou ferido durante a troca de tiros. O grupo conseguiu fugir levando um malote de dinheiro roubado. Ainda não se sabe o prejuízo causado pelos criminosos.

O caso segue sendo investigado pelo Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Banco e Resgate). O local possui câmeras de segurança que devem ajudar a polícia durante as investigações. 

Veja também