banner sebrae
Assembleia a  04 a 18/12
(67) 99826-0686
Lets - Educacao

Em MS, cerca de 800 detentos terão direito à saída temporária de fim de ano

Medida começa a valer a partir de 23 de dezembro

6 DEZ 2017
Rodson Willyams e Airton Raes
13h20min
Foto: Airton Raes

O Delegado-Geral da Polícia Civil do Estado de Mato Grosso do Sul, Marcelo Vargas, afirmou, nesta quarta-feira (6), que cerca de 800 detentos terão direito a saída temporária para as festas de final de ano.

Segundo Vargas, os presos não serão monitorados por tornozeleira. "Mas a Polícia Civil fará o monitoramento desses detentos para que não ocorra possibilidade de reincidência na realização de crimes".

O delegado ainda informou que haverá troca de informações entre a Polícia Militar e a Polícia Civil no monitoramento. "Vamos colocar a foto, o tipo de crime e faremos o monitoramento com inteligência, além de visitar a residência dos indivíduos".

Durante evento do lançamento da Operação Boas Festas, o secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, José Carlos Barbosa, disse que os índices de violência no Estado diminuíram, principalmente, em Campo Grande. Houve redução nos índices de homicídio e furto.

Saída temporária

Tem direito à saída temporária, o preso que cumpre pena em regime semiaberto, que até a data da saída tenha cumprido um sexto da pena total se for primário, ou um quarto se for reincidente.

Entre os requisitos, o preso ainda tem que ter boa conduta carcerária, uma vez que o juiz, antes de conceder a saída temporária, consulta os diretores dos presídios.

Vargas ainda informou ao TopMídiaNews que a saída temporária varia entre 10 a 15 dias, dependendo do detento.

A assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul informou que a medida começa a valer a partir do dia 23 de dezembro.

Veja também