(67) 99826-0686

Filho de músico baleado durante discussão nega que pai tenha feito ameaças

O músico se recupera bem, mas corre risco de contrair infecção

8 OUT 2016
Rodson Willyams
11h47min

Lincoln Gouveia, de 33 anos, filho do músico Eduardo Lincoln Gouveia, de 60 anos, o 'Lincão', ex-integrante do Grupo Acaba, contesta informações divulgada pela família do comerciante de artes, Fauez Mohamed Ayueb, de 50 anos. O filho afirma que a família tenta desqualificar, por meio da mídia, o crime contra o seu pai, durante confusão na última quarta-feira (5).

O jovem, que reside em outro estado e veio para a Capital para cuidar do pai, nega que o músico oferecesse ameaça a qualquer pessoa e que jamais portou arma. "O meu pai não precisa de arma, nunca andou armado e não precisa disso. Ele nunca ofereceu risco a ninguém. O meu pai não era de briga e o próprio Fauez sabe disse", declarou.

Lincoln explica que a briga que começou no último domingo (2). Segundo ele, o músico nunca conheceu o pai e isso teria sido motivo de chacota do amigo, que também possui ascendência árabe. "Ficou irritado e teve mais discussão. Mas penso por que não resolveram de outra forma?”, relata o jovem.  

E ainda continua. "Eles eram amigos de tantos anos e não há nada que justifique o Fauez ter atirado nele. Mas agora, a família dele está difamando o meu pai, falando que estava pilhado, o que não é verdade. Meu pai não sacou a arma, nem armado estava. Eles estão divulgando coisas que não são verdadeiras. Eu quero Justiça e tudo isso vai ser discutido via judicial".  

O rapaz também nega que a família de Fauez foi ameaçada. "Não houve ameaça, nunca existiu. Falaram de substância química e isso não é verdade. E na quarta-feira, quando ocorreu o caso, o meu pai estava sentado no bar. Portanto, não há o que alegar, no caso de legítima defesa. Se fizer um exame de balística, vai saber na hora que não foi legítima defesa".

Lincoln afirma que vai procurar o delegado Fabiono Nagata, que cuida do caso, para passar todas as informações e apresentar testemunhas. "O Bar do Copo Sujo, apesar de ter esse nome, é um local muito bem frequentado. E nós ainda vamos mover uma ação contra a família dele, porque todas essas acusações que eles disseram, agora eles terão que provar. Mas não tenho raiva".

Conforme o filho, o pai está se recuperando, apesar de sentir devido à cirurgia realizada para retirar o projétil. "Pensei que o meu pai fosse morrer, vim às pressas para cá. No final desta história, foi o meu pai que ficou internado na Santa Casa, com um buraco no intestino e que ainda corre o risco de pegar uma infecção", finalizou. 

Veja também