TJMS - Setembro
(67) 99826-0686

Homem confessa furto de cheques em delegacia e acaba preso por desacato durante depoimento

Ele proferiu palavras de baixo calão contra a escrivã dentro da unidade policial

17 MAI 2018
Patrulha News
08h46min
Foto: Celso Daniel/Patrulha News

“É uma escrivã de bosta”; após dizer essa frase o homem de 27 anos recebeu voz de prisão na tarde desta quarta-feira (16), na 1ª Delegacia de Polícia Civil em Três Lagoas, a 326 quilômetros de Campo Grande. Ele estava prestando depoimento depois de confessar o furto de folhas de cheques de uma empresa.

Segundo informações policiais, por volta das 12h40 desta quarta-feira, o homem de 27 anos foi até a delegacia e confessou o furto de quatro folhas de cheques na noite da quinta-feira (10) em uma empresa localizada na avenida Ponta Porã, no Setor Industrial. O suspeito disse que furtou a chave de uma sala que estava de posse de um cunhado, que é funcionário da empresa.

O homem disse que, na noite do crime, foi até a empresa e furtou quatro folhas de cheques, que com os valores somados, totalizaram mais de R$ 23 mil. O suspeito entrou em contato com uma mulher e solicitou que ela descontasse os cheques e que ele iria depositar tudo na conta bancária dela. O homem de 27 anos disse que depositou as folhas de cheque no dia 11, depois das 16h, pois sabia que os cheques “cairiam” na conta da mulher na segunda-feira (14) e seriam compensados no dia 15 e somente hoje ele receberia os valores.

Como os funcionários da empresa descobriram o furto na manhã desta quarta-feira, o suspeito decidiu ir até a delegacia e confessar o crime. Ele alegou que jogou fora os comprovantes dos depósitos feitos. Ele disse ainda que a proprietária da conta bancária não sabia que os cheques eram furtados.

Após ser indiciado pelo crime de furto, o homem foi liberado.

DESACATO

Já por volta das 16h25, o homem de 27 anos foi intimado a retornar a 1ª Delegacia de Polícia para prestar novo depoimento sobre o caso.

A escrivã solicitou que ele assinasse o próprio nome em uma folha, como forma de procedimento para comparar a assinatura dele com as preenchidas no cheque e foi nesse momento em que o suspeito começou a desacatar a escrivã de polícia.

Segundo o boletim de ocorrência, o homem se recusou a assinar o documento policial alegando que por estar com fixador de ferro na mão e no braço devido a um acidente motociclistico, ele não conseguiria fazer tal assinatura, mas a foi verificado pelos policiais que ele conseguia segurar a caneta e rabiscar o nome.

Quando a escrivã entrou na sala onde o suspeito estava, ele se levantou e fez menção de agredir a vítima e começou a proferir palavras de baixo calão: "essa mulher é metida a besta? É uma escrivã de bosta!”; teria dito o homem dentro da delegacia.

Ele recebeu voz de prisão e foi autuado em flagrante por desacato permanecendo preso à disposição do Poder Judiciário.

Veja também