TJMS
re9
(67) 99826-0686

Homem que esfaqueou pessoa vai a júri popular e é considerado inocente

O crime ocorreu na madrugada de 12 de julho de 2015, em Alcinópolis

24 NOV 2016
Redação
11h00min
Foto: Angela Bezerra

Claudeci Alves Teixeira, acusado de tentar matar a facadas Josimar de Arruda Brito foi a júri popular no Tribunal da Comarca de Coxim na tarde desta quarta-feira (23) e foi considerado inocente das acusações. O crime ocorreu na madrugada de 12 de julho de 2015, em Alcinópolis.

Em suas alegações ao júri, Teixeira disse que tinha uma rixa antiga com Brito, pois o mesmo havia lhe agredido anteriormente com um facão. Na noite dos fatos ele informou que havia bebido muito na casa do ex-patrão e encontrou Brito numa esquina acompanhado de uma mulher, que inclusive era sua ex-namorada.

Neste momento, ele foi tomar satisfações por conta da agressão anterior e ambos acabaram entrando em luta corporal. Teixeira então pegou uma faca de serra que carregava no bolso e deferiu um golpe no braço e em seguida outro no peito de Teixeira, deixando a faca cravada na vítima.

Em seguida testemunhas chegaram ao local e separaram a briga. Teixeira foi detido pela Polícia Militar há poucos metros do local, num bar, e permaneceu preso até o julgamento.

Em suas argumentações finais ele disse que se arrependeu do que fez desde que o efeito da bebida alcoólica passou na manhã seguinte. As alegações convenceram o júri, que inocentou o acusado.

A sessão foi presidida pela magistrada titular da Vara Criminal da Infância e da Juventude Tatiana Dias de Oliveira Said, a defesa ficou a cargo do defensor público Giuliano Stefan Ramalho de Sena Rosa e a acusação do promotor de justiça Rodrigo Cintra Franco.

Veja também