zé ramalho
RACIONAIS
(67) 99826-0686

Homem que matou ex e escondeu corpo em sofá é preso 10 anos após o crime

Vítima tinha 18 anos na época e foi estrangulada pelo assassino

11 AGO 2017
Anna Gomes
10h05min
Foto: Divulgação

Eduardo Dias Campo Neto, 35 anos, foi preso nesta quinta-feira (10), em uma cidade do Paraguai, próximo a fronteira com  Porto Murtinho, município distante aproximadamente 420 quilômetros de Campo Grande. Há exatos dez anos, Eduardo assassinou a ex- mulher e ainda tentou esconder o corpo em um sofá-cama.

A vítima, Aparecida Anuanny Martins de Oliveira, de 18 anos, foi assassinada às vésperas do Dia Internacional da Mulher, oito de março de 2007. Ela foi localizada morta pela ex-sogra, em um apartamento de Eduardo, no bairro Coophamat, em Campo Grande.

A vítima teria ido até a casa do assassino buscar o filho, que na época tinha dois anos. Eduardo trabalhava como instalador de alarmes e tinha 25 anos. Logo após o crime, ele fugiu e estava foragido desde então.

                                                      

                                                                               Anauanny foi vítima do machismo e ciúmes doentio.

Após a filha não aparecer, a mãe da vítima procurou a delegacia, já que Eduardo teria feito várias ameaças de morte contra a jovem, pois não aceitava a separação e acreditava que era dono da mulher.

Aparecida foi morta por estrangulamento e a ex- sogra só localizou o corpo depois do mau cheiro que exalava no apartamento.

Prisão

Equipes da DEH (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Homicidíos) após diversas Investigações e levantamentos, em conjunto com o SIG (Setor de Investigações Gerais) de Porã e a Polícia do Paraguai, localizam e capturaram o homicida foragido que há mais de 10 anos possuía um mandado de prisão preventiva expedido pela 2ª Vara do Tribunal do Júri, Comarca desta capital.

Veja também