conadhe
tjms
(67) 99826-0686

Jovem que comandou assaltos em MS morre em troca de tiros com a polícia do MT

6 OUT 2017
Edição MS
13h29min
Foto: Edição MS
policia-interna1
99

Rafael Douglas Teixeira dos Santos, conhecido como “Boneco Doido”, morreu na terça-feira (3), após uma troca de tiros com a polícia, no bairro São Matheus, em Várzea Grande (MT). Ele e um comparsa fugiram da abordagem da Força Tática, capotaram um veículo que seria roubado e saíram do carro abrindo fogo contra a polícia, que revidou.

Entre os crimes colecionados por ele, muitos foram praticados em Coxim, em 2011. Em 18 de agosto de 2017, Boneco doido foi condenado a 15 anos e dois meses de prisão pela juíza criminal de Coxim, Tatiana Dias de Oliveira Said, mas ele estava foragido da Justiça. Ele tinha várias passagens pela polícia, por assaltos, roubos, furtos, tráfico e até mesmo homicídios, tendo vários mandados de prisão em aberto.

Em Coxim os crimes foram praticados em 24 e 27 de outubro de 2011. Era 20h40 do dia 24 quando ele, acompanhado de um adolescente na época, assaltaram o dono de um mercado na Vila Bela. Usando arma de fogo, Boneco Doido ameaçou a vítima, que lhe entregou R$ 180,00. No mesmo dia, agindo da mesma forma, a dupla assaltou uma mulher na rua João Pessoa, no centro de Coxim, tomando R$ 200,00 e o celular da vítima.

Ainda armado, ele partiu para o terceiro assalto, numa farmácia da avenida Virgínia Ferreira, onde roubou uma corrente de ouro de um dos funcionários e um celular do estabelecimento comercial. Nos três casos Boneco Doido agiu de muita violência, ameaçando as vítimas de morte.

Três dias depois, Boneco Doido e outro adolescente, da mesma forma truculenta, com arma de fogo em punho, assaltaram uma padaria da avenida Gaspar Ries Coelho. Eles também tomaram uma corrente de ouro e um celular do adolescente que praticou os assaltos do dia 24 com Boneco Doido.

Entretanto, o terror promovido pelo jovem acabou no dia 28 de outubro de 2011, quando ele foi preso pela Polícia Civil de Coxim e transferido dias depois para Rondonópolis (MT), onde era acusado de vários homicídios, assim como prática de tráfico de drogas, assaltos, roubos e furtos.

policia-interna2
nando viana

Veja também