novoengenho - policia
Tribunal de Contas Junho
(67) 99826-0686
CG BEM MELHOR 3

Lama Asfáltica: há cinco dias na prisão, Giroto começa a ficar apreensivo

'Não era esperado isso porque tinha uma decisão perdurando há dois anos', diz advogado

14 MAR 2018
Diana Christie
13h11min
Foto: Wesley Ortiz

Há cinco dias na prisão, o ex-secretário de Obras, Edson Giroto, começa a mostrar apreensão. É o que revelou, nesta quarta-feira (14), o advogado Valerianou Fontoura. “Eu estive lá ontem. Ele está apreensivo, aguardando uma posição. Não era esperado isso porque tinha uma decisão perdurando há dois anos, não tem contemporaneidade”, destaca.

Segundo Valeriano, que também defende o engenheiro Flávio Henrique Garcia Schrocchio, ex-funcionário da Proteco Construções, ainda não há previsão de liberação dos réus. “Estamos analisando o caso”, finaliza. Além deles, estão presos o empreiteiro João Amorim e o ex-deputado estadual Beto Mariano.

Outras quatro pessoas, mulheres, também foram detidas, mas estão em regime domiciliar. São elas: Raquel Giroto, mulher do ex-secretário de Obras; Ana Paula, filha do empreiteiro; Elza Cristina Santos, sócia de João Amorim; e a médica Mariane Mariano, filha do ex-deputado estadual.

Lama Asfáltica

O grupo é investigado desde o início da Lama Asfáltica, operação da PF, em 2012, mas que foi deflagrada em julho de 2015. Todos são acusados de integrar organização criminosa que fraudava licitações de obras públicas e por lavagem de dinheiro.

A Justiça Federal chegou a decretar a prisão dos detidos em 2016, mas, por força de liminares, eles foram postos em liberdade. Porém, na terça-feira passada (6), o STF (Supremo Tribunal Federal), derrubou a liminar e determinou a prisão dos implicados.

As defesas de Amorim, Giroto e outros suspeitos negociaram a entrega deles. O empreiteiro, ex-cunhado de Nelsinho Trad (PTB), deixou a mansão dele no Itanhangá Park e se entregou à sede da PF em MS na manhã de sexta-feira (9).

Na chegada ao presídio, o ex-deputado federal Edson Giroto agrediu uma jornalista que filmava a entrada dele na superintendência da PF, na Vila Sobrinho. Da mesma forma, Beto Mariano e Schrocchio também foram direto à Polícia Federal.

Veja também