(67) 99826-0686
ALMS NOVEMBRO/ DEZEMBRO

Médico se recusa a atender paciente e é preso por bombeiro em UPA

Os bombeiros tentaram conversar com o suspeito, mas sem acordo, o médico acabou detido por omissão de socorro

14 SET 2018
Anna Gomes
08h30min
Foto: André de Abreu

Um médico identificado como Thiago José Maksoud Machado, de 30 anos, teria se negado a atender um paciente na noite de ontem (13), em uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Bairro Universitário, em Campo Grande. Os bombeiros tentaram conversar com o suspeito, mas sem acordo, ele acabou detido por omissão de socorro.

Conforme o boletim de ocorrência, os militares foram acionados para comparecerem até a casa da vítima, que estaria com a coluna ‘travada’. Após realizar os primeiros socorros, a equipe realizou a regulação de vaga para que a pessoa fosse encaminhada para a unidade.

Já com a senha para a paciente ser atendida, quando os bombeiros chegaram à UPA, o médico relatou que não atenderia a vítima, pois a unidade estava cheia e que era para a equipe levar a pessoa para a unidade das Moreninhas.

O bombeiro relatou que ele deveria ter sido comunicado pela central de regulação, fato que não aconteceu. Os militares também destacaram que, para o redirecionamento da vítima, o médico deveria efetuar a avaliação do paciente, o que também não foi feito.

Após tentar conversar com o médico e não entrarem em um acordo, os militares relataram que Thiago receberia voz de prisão por omissão de socorro. De imediato, Thiago não quis se identificar para os militares e muito menos acompanhar os bombeiros até a delegacia.

A Polícia Militar foi acionada, o médico foi detido e levado para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Bairro Piratininga.  Após a prisão de Thiago, a paciente recebeu atendimento.

A equipe de reportagem foi até a Depac na manhã de hoje e o médico já havia sido liberado.

Veja também