(67) 99826-0686
PMCG Novembro

Motociclista morto carbonizado em acidente na BR-163 é identificado pela polícia

A vítima tinha 38 anos

8 NOV 2018
Nathalia Pelzl
17h39min
Foto: Nathalia Pelzl

A policia identificou como Ronaldo Freire da Silva, de 38 anos, o motociclista que morreu carbonizado em acidente no viaduto localizado no anel viário da saída para Três Lagoas, em Campo Grande, na tarde de quarta-feira (7).

A moto que ele conduzia, explodiu depois de a vítima perder o controle da direção e bater em um caminhão bitrem. Conforme informações da polícia, o acidente foi registrado por câmeras de monitoramento instaladas na rodovia.

O motociclista seguia pela BR-262 e entrou pela alça de acesso para a saída de Cuiabá, quando colidiu com o caminhão mede 26 metros.

Informações são de que o caminhoneiro não tenha percebido o acidente, por isso seguiu viagem.  Mas quilômetros à frente  ele foi parado por um policial federal que o encaminhou para um posto da PRF (Polícia Rodoviária Federal).

O acidente 

Ainda não foi identificado o motociclista que morreu carbonizado em acidente no viaduto da BR-163, na saída para Três Lagoas, em Campo Grande. A suspeita é que a vítima, com características de ser do sexo masculino, tenha perdido o controle ao tentar desviar de um bitrem, após invadir pista contrária na alça de acesso à rodovia.

Após o atropelamento e a queda, a motocicleta pegou fogo, sem tempo para a vítima ser socorrida. Conforme funcionários da concessionária que administra a rodovia, CCR-MSVia, o condutor da carreta não teria percebido a queda do motociclista e seguiu viagem sentido Dourados.

Câmeras de monitoramento da via devem ajudar a identificar as circunstâncias do acidente. A pista nos dois sentidos segue interditada até os trabalhos de perícia serem concluídos.

Polícia Rodoviária Federal e pax estão no local, onde se aproximam cada vez mais curiosos. Condutores que passam pelo local são orientados a fazer desvio na rota e não há, até então, congestionamento.

Veja também