(67) 99826-0686

Motorista de Saveiro persegue, rasga roupa e abusa de jovem

A vítima conseguiu fazer barulho e chamar a atenção de populares

14 FEV 2017
Anna Gomes
09h52min
Foto: Arquivo Top Mídia News

Uma jovem de 21 anos foi perseguida e abusada por um motorista de um veículo VW Saveiro, no último sábado (13), na cidade de Três Lagoas, município distante aproximadamente 330 quilômetros de Campo Grande. Os abusos só não foram piores, porque a vítima conseguiu chamar atenção de populares.

Conforme o site Rádio Caçula, a vítima seguia em sua motocicleta quando foi ultrapassada pelo veículo do homem que continuou pela via em alta velocidade, porém ao perceber que a vítima realizou uma conversão, o suspeito deu ré na Saveiro e passou a perseguir a jovem.

Percebendo que estava sendo seguida, a vítima passou a acelerar sua moto e o suposto autor fazia o mesmo. A perseguição seguiu por cerca de dois quarteirões, quando o motorista da VW/Saveiro conseguiu ultrapassar a motocicleta e "fechar" a jovem, que foi obrigada a parar seu veículo.

Ainda segundo o site local, o abusador imediatamente foi em sua direção, agarrou a jovem pelo braço e ordenou que a mulher ficasse quieta, ou então seria morta. Mesmo sendo agarrada pelo braço, a vítima conseguiu ir para o lado da rua onde havia residências.

A jovem foi prensada entre o homem e o portão da residência, quando o suspeito rasgou a camiseta da vítima e passou a acariciar seu corpo. Mesmo com medo, a mulher conseguiu bater com o cotovelo no portão da casa e o barulho chamou a atenção dos moradores, que começaram a acender as luzes e sair para fora.

Com medo de ser flagrado, o estuprador entrou em seu carro e fugiu do local.

A jovem foi socorrida pelos moradores, que a acalmaram e acionaram a Polícia Militar que em posse das características do autor (estatura média, gordinho, pele branca, cabelo escuro curto, com barba) realizaram diligências pela região, porem não conseguiram localizar o autor.

A vítima foi escoltada pelos militares até a sua casa, para garantir a sua integridade física. O caso foi registrado como estupro e está sendo investigado pelo Setor de Investigações Gerais (SIG) de Três Lagoas, que já solicitou imagens de circuitos de segurança das proximidades para identificar o autor do crime. Denúncias anônimas podem ser feitas através do telefone 190 ou 3929­1173.

 

Veja também