Nilson Pugatti
(67) 99826-0686
PMCG IPTU 2019

Polícia chegou às 6 horas na casa de suspeito de pedofilia em Campo Grande

Na residência, policiais encontraram material pornográfico envolvendo menores

17 MAI 2018
Rodson Willyams e Anna Gomes
08h15min
Foto: Anna Gomes

A Polícia Civil realiza megaoperação no dia de combate a pedofilia em Mato Grosso do Sul. Em Campo Grande, são cinco alvos de busca e apreensão sendo confirmados quatro flagrantes. Até o momento, um homem foi preso no Coophavilla II e encaminhado para a sede da Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (DEPCA), que coordena a operação.

Além dos cinco na Capital, mais três mandados são cumpridos no interior, sendo nas cidades de Naviraí, Glória de Dourados e Dourados. Nesta última cidade, são dois alvos para busca e apreensão. Conforme a titular da DEPCA, delega Marília de Brito, "a operação conta com a participação de vários departamento de polícia, em Campo Grande e no interior".

Auxiliando na operação, o delegado Fábio Peró, titular do Garras (Delegacia de Repressão a Roubo a Banco, Assalto e Sequestros), relatou que participou da operação que resultou na prisão do homem no bairro Coophavilla II.

Segundo o delegado, os policiais chegaram à residência do homem por volta das 6 horas. "Lá encontramos material pornográfico e foi lavrado o flagrante". Todos os suspeitos da Capital serão encaminhados para a sede da DEPCA.

A operação conta com auxílio do Garras, Corregedoria, além de outros departamentos, como o DPE (Departamento de Polícia Especializada), Drap (Departamento de Recursos e Apoio Policial), DIP (Departamento de Inteligência Policial), DPI (Departamento de Polícia do Interior).

Luz na Infância

A operação foi intitulada Luz na Infância por serem bárbaros e obscuros os crimes contra a dignidade sexual de crianças e adolescentes. Os acusados deste tipo de delito agem nas sombras da internet e devem ter suas condutas elucidadas e julgadas, como a de qualquer criminoso.

A operação Luz da Infância 2 conta com o cumprimento de 578 mandados de busca e apreensão no Distrito Federal e em 24 estados. 

Veja também