novoengenho - policia
Tribunal de Contas Junho
(67) 99826-0686
CG BEM MELHOR 3

Polícia prende assassino de jovem que reagiu a assalto no Coophatrabalho

A vítima não entregou o aparelho celular e foi morta a tiros

13 JUN 2018
Anna Gomes
08h43min
Rafael Lucas foi morto com dois tiros. Foto: Reprodução Facebook

O suspeito de matar o jovem Rafael Lucas Soares, 23 anos, já está preso. O assassino foi identificado como João Victor Gomes Costa, e foi detido pela polícia na madrugada desta quarta-feira (13). A vítima foi baleada e morta após reagir a um assalto. O caso aconteceu na noite de ontem (12), na Rua Bacaba, no Bairro Coophatrabalho, em Campo Grande.

Segundo o boletim de ocorrência, Rafael foi morto com dois tiros, sendo um na perna e outro no tórax, que levou a vítima a óbito. Por volta das 20h de ontem, o rapaz estava com seu aparelho celular em frente a sua residência, quando João apareceu em uma motocicleta Honda Fan de cor vermelha.

João anunciou o assalto, ordenando a vítima a entregar o aparelho celular. Rafael negou a seguir as ordens do criminoso e acabou sendo alvejado. Após o crime, o suspeito que fugiu a pé, com o capacete na cabeça e sem levar o celular da vítima.

Fuga

Populares procuraram a polícia após verem um homem correndo pelas ruas. Uma testemunha até relatou que estava na casa de amigos, quando João passou pelo local correndo e, inclusive, teria deixado cair seu aparelho celular de uso pessoal.

Prisão

Quando João fugiu do local, acabou abandonando a motocicleta e a chave do veículo. Após investigações, os policiais conseguiram chegar até o dono da moto, identificado como Evandro Modenesi, que mentiu ter sido vítima de furto.

Evandro estava usando uma tornozeleira eletrônica por cumprir pena de roubo e disse para sua mãe registrar o boletim de ocorrência. Uma pessoa, parente do suspeito, acabou revelando toda verdade.

O homem destacou que João Victor pegou a motocicleta emprestada de Evandro. Algum tempo depois, o assassino ligou avisando o que havia acontecido e que tinha acabado de matar uma pessoa.

Segundo os policiais, Evandro sabia de todos os fatos e disse ter sido vítima de furto para atrapalhar as investigações do crime. João Victor foi localizado pela polícia na casa da sogra, no Bairro Aero Rancho, região sul da Capital.

A polícia diz que ele assumiu o crime e que realmente matou Rafael por ele ter reagido ao assalto. O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Bairro Piratininga.  João foi preso em Flagrante e Evandro também foi levado pelos policiais e deve responder por falso testemunho.

Veja também