Doe Sangue
(67) 99826-0686
Camara agosto

Cartão postal de Campo Grande é tomado por usuários de drogas e revolta população

Usuários não se inibem nem com a presença da polícia e questão está virando 'dor de cabeça' para a população

17 FEV 2018
Anna Gomes
11h00min
Foto: Wesley Ortiz

Ao redor de um dos cartões postais de Campo Grande, um problema antigo deixa quem trabalha ou sempre passa próximo ao Mercadão Municipal apreensivo. A presença constante e as diversas brigas entre usuários de drogas, que não se inibem nem com a presença da polícia, se tornaram uma 'dor de cabeça' para a população.

No último dia 7, por exemplo, uma briga entre dois usuários terminou com uma mulher ferida com cacos de vidro. Quem trabalha na região diz que o fato é constante, mesmo com um batalhão da PM (Polícia Militar) praticamente em frente ao local.

"Não adianta a polícia prender, pois se os policiais levarem para a delegacia é bem capaz dos usuários chegarem novamente ao local antes mesmo da viatura. Polícia prende, Justiça solta. Não pode encaminhar os usuários à força para uma clínica e quem sofre as consequências? Nós, que convivemos com eles", disse um comerciante.

Durante a conversa, o dono de outro comércio se aproximou e também mostrou sua indignação. ''Ficamos à mercê deles. Tenho medo de estacionar meu carro na região, tenho receio de qualquer hora meu estabelecimento ser roubado, ou alguém caçar confusão comigo. Eles ficam ingerindo bebidas alcoólicas e usam drogas, mas para sustentar o vício precisam praticar delitos. Tenho medo de ser a próxima vítima e eles são muitos. Aqui perto da loja ficam uns dez e acabam espantando nossa freguesia", destacou.

A mulher não identificada, que ficou ferida durante a briga, teria sido agredida com vidros, os quais os usuários retiram de uma porta de um comércio fechado. Segundo testemunhas, o uso do vidro é constante.

"Quebraram a porta da loja e cada dia que brigam, pegam um pedaço de caco de vidro para um agredir o outro. A mulher nem quis atendimento médico e fugiu, mesmo ferida", finalizou.

Veja também