FAPEC
Assembleia a  04 a 18/12
(67) 99826-0686
Word Wine - almoco japones

Acusados dizem que mataram rapaz em conveniência por briga de trânsito

Os suspeitos encostaram o carro na vítima ao dar ré e deram início a uma discussão que culminou com o assassinato

4 DEZ 2017
Dany Nascimento e Anna Gomes
13h02min
Foto: Anna Gomes

Os dois suspeitos de discutir e assassinar Arlei dos Santos Sorrilha, 30 anos, em uma conveniência da Capital, foram identificados como Geovani Oliveira Carvalho, 24 anos, e Anderson Henrique de Almeida, 26 anos. De acordo com o delegado Mário Donizete, da 1° Delegacia de Polícia da Capital, o mecânico de motocicletas Geovani assumiu que efetuou os disparos contra a vítima, após uma discussão por motivo banal.

Eles alegaram que estavam dando ré no veículo Gol para deixar o estacionamento da conveniência, quando o carro encostou em Arlei. Os três começaram a discutir, o segurança do local conseguiu interferir na briga por alguns segundos, mas instantes depois, eles voltaram a discutir.

Geovani sacou a arma, um revólver calibre 22, e efetuou cinco disparos contra a vítima, que não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Ele afirmou ao delegado que comprou a arma por R$ 1.800,00 no Paraguai após ser roubado na Capital. Anderson era o condutor do carro.  

Os dois confirmaram que saíram de uma tabacaria no dia crime, após ingerir bebida alcóolica. Eles continuam prestando depoimento na delegacia e testemunhas também aguardam para serem ouvidas.

Veja também