TJMS - Setembro
(67) 99826-0686

Após menos de cinco dias, STJ libera alvos de operação da PF antes do prazo

O Superior Tribunal de Justiça não prorrogou os mandados de prisão temporária dos 14 envolvidos na Operação Vostok

16 SET 2018
Anna Gomes e Vinícius Squinelo
14h46min
Foto: André de Abreu

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) não prorrogou os mandados de prisão temporária dos 14 envolvidos na Operação Vostok, deflagrada na última quarta-feira (12). A informação foi confirmada pelo advogado Carlos Marques, que defende um dos investigados, o deputado estatual Zé Teixeira (DEM).

“Todos foram soltos no começo da tarde deste domingo. Todos que foram presos já estão em liberdade”, disse.

A soltura ocorreu até antes do esperado, já que o prazo de prisão vencia às 23h59 de hoje, indicando um possível recuo do próprio STJ.

A operação, que teve como alvo nomes ligados ao PSDB em Mato Grosso do Sul, foi duramente criticada pela defesa dos investigados, muitos candidados nas eleições deste ano. Zé Teixeira, por exemplo, chamou a Vostok de politicagem.

Até o governador Reinaldo Azambuja afirmou que, no mínimo, estranha uma operação desta a poucos dias do pleito. O tucano reforçou que durante 16 meses tentou ter acesso aos autos da investigação e se colocou à disposição do STJ, mas nunca foi sequer chamado pra apresentar suas defesas e informações.

A operação foi deflagrada após delação dos irmãos Batista, donos da JBS, que hoje encontram-se enrolados na Justiça, inclusive com prisão.

DADOS

A operação resultou na prisão de 14 pessoas e 41 mandados de busca e apreensão. O esquema consistia em pagamento de propina em troca de incentivos fiscais.

Por decisão do ministro Félix Fischer, do STJ, já estão em liberdade Rodrigo de Souza e Silva, filho do governador Reinaldo Azambuja, Ivanildo da Cunha Miranda, João Roberto Baird, José Ricardo Guitti Guimaro, conhecido como Polaco, Antônio Celso Cortez, Elvio Rodrigues, Francisco Carlos Freire de Oliveira, José Roberto Teixeira, Marcio Campos Monteiro (conselheiro do TCE), Miltro Rodrigues Pereira, Nelson Cintra Ribeiro (ex-prefeito de Porto Murtinho), Osvane Aprecido Ramos, Rubens Massahiro Matsuda e Zelito Alves Ribeiro.

Veja também