zé ramalho
studio center
(67) 99826-0686

Suspeito de matar Mayara agiu sozinho e responderá por latrocínio, diz polícia

A defesa de Luis tenta reverter o crime para feminicídio, cuja a pena é menor do que o latrocínio

7 AGO 2017
Kerolyn Araújo
16h26min
Foto: Kerolyn Araújo

Luis Alberto Bastos Barbosa, 29 anos, suspeito de matar a musicista Mayara Amaral, 27 anos, responderá pelos crimes de latrocínio e ocultação de cadáver. O inquérito da Polícia Civil foi encaminhado na última sexta-feira (04) ao MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul.

De acordo com a delegada Gabriela Stainle, da Defurv (Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículos), foi concluído que Luis Alberto matou a vítima para roubar. "Concluímos que ele agiu sozinho tanto no latrocínio, quanto na ocultação de cadáver. Ele responderá pelos dois crimes", explicou a delegada.

Os comparsas de Luis, Ronaldo da Silva Olmedo, 30 anos, o 'Cachorrão', foi indiciado por tráfico de drogas, e Anderson Sanches Pereira, 31 anos, por receptação.

A defesa de Luis tenta reverter o crime para feminicídio, cuja a pena é menor do que o latrocínio. 

O crime

Mayara foi morta a marteladas e teve o corpo encontrado parcialmente carbonizado na região do Inferninho no dia 25 de julho. Após a morte da musicista, o trio dividiu os bens da vítima, entre eles um veículo VW Gol 1992.

 

Veja também