re9
lalu kids
(67) 99826-0686

Bandido 'ostentação' rouba carros de luxo para bancar festas na Capital

A polícia acredita que outras vítimas devem procurar a delegacia após a divulgação da imagem de 'Gigante'

1 DEZ 2016
Anna Gomes
11h24min
Foto: Anna Gomes

Everton Carvalho Correia, vulgo Gigante, de 20 anos, foi preso após participar de pelo menos cinco roubos de carros de luxo em Campo Grande. Ele praticava o crime e rapidamente levava o veículo para o país vizinho, a Bolívia.

Conforme o delegado da Defurv (Delegacia Especializada de Furtos e Roubos de Veículos), Gustavo Ferrari, o Gigante, foi preso no último dia 11 do mês passado, mas a polícia acredita que ele tenha feito mais roubos e com a imagem de Gigante divulgada, outras vítimas podem procurar a delegacia.

Everton é suspeito de ter praticado pelo menos cinco roubos de veículos nos meses de julho, agosto e outubro deste ano. Praticamente todos os veículos eram caminhonetes, sendo duas Toyota Hilux, duas Mitsubichi L-200, uma Chevrolet S10 e uma motocicleta Honda Titan CG. Gigante também está envolvido na tentativa de roubo de uma BMW.

Os comparsas de Gigante identificados como Jhonatan Quirino Alves, 20, João Wellington da Silva Nogueira, 22, Ewerton Araujo Roque, 21, e Alexandre Urbano da Silva, 18, já estavam presos, mas a polícia só conseguiu chegar em Gigante após a prisão de Gean Marcos Sales, 21, que morava com o suspeito e revelou o endereço da residência.

De todos os veículos roubados, apenas uma Toyota Hilux passou para a Bolívia, todos as outras caminhonetes, incluindo a motocicleta foram recuperadas pela polícia. O delegado explica que o primeiro roubo aconteceu no dia 22 de julho deste ano, onde uma mulher foi assaltada e sua caminhonete levada para o país vizinho.

A Hilux foi vendida por R$ 17 mil, dinheiro esse que Gigante usava para ostentar por um certo tempo, até o próximo assalto. Ele gastava tudo com festas e garotas de programas.

Ainda conforme o delegado, a preferência seria a Bolívia, pois segundo Gigante, neste país eles pagam em dinheiro, diferente do Paraguai, que oferecem drogas na troca do veículo. Agora, a polícia continua nas investigações à procura de outros suspeitos que também teria envolvimento com este tipo de crime.

Gigante morava há pouco tempo em Campo Grande. Ele seria baiano e estaria morando na Capital desde março de 2015. Mesmo se envolvendo em  diversos roubos, ele ainda não tinha passagens pela polícia. Mas na casa onde o suspeito foi encontrado, os policiais localizaram cerca de 9kg de maconha.

Everton responde por roubo qualificado e tráfico de drogas. Dos comparsas de Gigante, praticamente todos já tinham passagens policiais. João por tráfico de drogas, roubo, furto e receptação;  Ewerton por roubo e tráfico de drogas e Alexandre passagens por receptação e roubo. 

Veja também