(67) 99826-0686
Camara municipal

'Tiro, porrada e bomba': festa em universidade acaba em pancadaria e PM responde com violência

Confusão teve registro de roubo, furto, esfaqueamento e uso de drogas

7 DEZ 2018
Da redação / Correio Braziliense
08h11min
Foto: Wallace Martins /Esp. CB / D.A Press

A festa de fim de ano dos alunos da Universidade de Brasília (UnB), celebrada tradicionalmente nos bares da 408/409 Norte, terminou em confusão nesta quinta-feira (6). Cerca de 1,5 mil pessoas estavam na entrequadra quando a Polícia Militar do Distrito Federal foi acionada para conter uma briga generalizada.

Ao menos uma pessoa foi esfaqueada e socorrida pelo Corpo de Bombeiros do Distrito Federal (CBMDF). A vítima foi levada ao Hospital de Base com uma contusão no crânio e um corte nas costas, mas em estado de saúde estável e consciente. Duas pessoas foram presas.

Quando a polícia chegou ao local foi recebida com truculência por parte das pessoas que estavam na festa, que lançaram garrafas de cerveja contra os homens da corporação. Em resposta, os militares tentaram conter os ânimos usando balas de borracha e gás lacrimogêneo. 

Segundo o tenente Uítalo, da PMDF, o momento de maior tensão não durou mais que cinco minutos. "O Bope veio e teve de usar bombas de efeito moral para acalmar a confusão", conta. O próprio tenente diz ter recebido uma garrafada nas costas, mas afirma que nenhum policial se feriu. 

Um homem de 21 anos que não quis se identificar conta que teve o celular roubado durante a festa. "Chegou um menino, pequeno, e furtou o meu celular. Eu fico com muita raiva, porque trabalho, ganho dinheiro com o meu trabalho e perco tudo num roubo desses". 

Mesmo após terminada a confusão, a Polícia Militar continuou fazendo rondas pela região, em busca de pessoas que possam estar armadas ou com produtos de roubo. Mais de 40 pessoas foram abordadas e revistadas no ponto de ônibus da 107 norte. Nada foi encontrado, e todos foram liberados.

Veja também