(67) 99826-0686

Trio tenta aplicar golpe do seguro, mas acaba preso em flagrante

Grupo fez esquema e inventou roubo de um carro zero para conseguir o seguro do veículo

13 NOV 2017
Anna Gomes
08h38min
Foto: Divulgação

Um trio foi preso tentando aplicar o golpe do seguro neste domingo (12). As prisões aconteceram em Brasília (DF) e e Campo Grande. O grupo fez um esquema e inventou o roubo de um carro zero que seria levado até a cidade de Ponta Porã.

Segundo o delegado plantonista da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Hoffman D'ávila tudo começou com a prisão de Edson Brito Reis, 33, e Philipe Fontenele de Sousa, 29. Eles foram flagrados pela PRF (Polícia Rodoviária Federal) com um Honda Civic, avaliado em R$ 100 mil na BR-163.

O carro estava com um registro de roubo feito pelo próprio dono do veículo, identificado como João Erival Fernandes de Almeida, 45, em Brasília, no Distrito Federal. Os policiais prenderam a dupla por receptação e encaminharam os homens até a Depac Piratininga. Na delegacia, Edson e Philipe estavam muito nervosos e os depoimentos dos dois não eram compatíveis. Desconfiados, os policiais passaram a realizar uma investigação.

Ainda conforme o delegado, nos aparelhos celulares dos suspeitos teria conversas comprometedoras e a polícia descobriu que tudo não passava de um golpe do trio para conseguir pegar o seguro do carro de R$ 120 mil.

Nas conversas, os policiais descobriram que tudo foi combinado. João, o dono do carro conhecia a dupla, inclusive, nos aparelhos telefônicos havia várias fotos todos juntos.

João teria inventado que havia sido roubado enquanto  Edson e Philipe levavam o carro até Ponta Porã. Só que o plano não deu certo, pois João registrou o boletim de ocorrência, antes do horário combinado e a dupla que ainda não estaria no destino combinado acabou sendo presa pela PRF no caminho.

(Delegado Hoffman D'ávila)

O trio já teria praticado o mesmo crime outras vezes, já que pelas conversas eles comemoravam quando conseguiam aplicar os golpes. Os policiais acreditam que além do seguro, o trio venderia o carro na fronteira com o Paraguai.

Edson e Philipe foram presos em flagrante em Campo Grande. O delegado entrou em contato com a polícia de Brasília que deve prender João. Todos já teriam passagens policiais e vão responder pelos crimes de associação criminosa, receptação e estelionato na forma tentada.

 

Veja também