FAPEC
Assembleia a  04 a 18/12
(67) 99826-0686
Word Wine - almoco japones

Aprovados no concurso de agentes penitenciários protestam e exigem convocação imediata

O grupo teme ser esquecido com a saída de Barbosinha da Sejusp, que deve retornar para a Assembleia Legislativa

4 OUT 2017
Dany Nascimento e Rodson Willyams
13h02min
Foto: André de Abreu

Um grupo formado por agentes penitenciários realizou um protesto, na manhã desta quarta-feira (4), na entrega de medalhas realizada pelo responsável pela Sejusp (Secretaria de Segurança Pública do Estado), Barbosinha, na UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul). Eles utilizaram cartazes para chamar a atenção do secretário.

O agente penitenciário Eder Ador, que aguarda nomeação do concurso, afirma que 91 dos aprovados já passaram pelas cinco fases do concurso e continuam aguardando. “Estão nessa mesma situação 91 pessoas. Já passaram pelas cinco fases do concurso e aguardam serem chamados. Tem remanescentes também, são 1000 remanescentes aguardando para passar pelas cinco fases do concurso”.

No total, 1600 candidatos foram aprovados e, até agora, apenas 320 foram convocados. Os manifestantes destacam que tomaram conhecimento de que Barbosinha está se despedindo da secretaria e temem não serem chamados para assumir as respectivas vagas. Diogo Aranda, que aguarda passar pelas cinco fases do concurso, explica que uma ação civil foi ajuizada com objetivo de obrigar o Estado a convocar os aprovados.

“Entramos com ação civil pública que obriga o Estado a chamar todos que passaram no concurso. Agora o processo está quase no final, tem audiência de instrução para os próximos dias, antes de sair a sentença final. Espero que o governo chame”, diz Diogo.

Troca de comando

Diante do processo, Barbosinha destaca que sua saída foi acordada com o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e busca diálogo para que os aprovados sejam convocados, levando em consideração que três presídios estão em construção na região da Gameleira. “Era um acordo previsto com o governador Reinaldo para permanecer até o final de outubro na Sejusp, houve um novo pedido do governador para permanecer até novembro e devo continuar. Vou disputar as eleições ano que vem, volto para Assembleia para a disputa".

Sobre os concursados, ele aponta: "o governo do Estado está em processo de construção de três presídios, todos na região da Gameleira, dois masculinos e um feminino, um deles está na fase final de acabamento, com previsão para ser entregue em dezembro. Estou tentando conversar com o governador para que possa colocar em funcionamento essa unidade em dezembro e, a partir daí, todos que estão aguardando passariam a trabalhar no local”.

O secretário destaca ainda que tem conhecimento de que muitos agentes abandonaram o emprego e passam dificuldades devido a não convocação do governo. “Busco equilíbrio, tenho conhecimento de que muitos agentes acabaram saindo do emprego e hoje passam dificuldades, mas estou me esforçando para que todos sejam chamados. Não temos 91 aguardando, temos um total de 86 pessoas conforme a lista da Agepen. Vamos chamando e o número vai diminuindo, agora temos 86 pessoas aguardando”.  

Barbosinha confirma que a previsão é que um presídio masculino seja concluído em dezembro e confirma que vai solicitar ao governo que ele passe a funcionar de imediato. “Esse termina agora em dezembro, tem outro que vai terminar em 2020. O feminino é o ultimo, sem previsão de ser entregue porque está em fase de construção”.  

Veja também