TJMS
re9
(67) 99826-0686

Após matéria, Reinaldo descarta troca de comando em cargos da Segurança

Azambuja afirmou que irá fazer uma reforma administrativa

29 NOV 2016
Airton Raes
11h26min
Foto: Divulgação

O governador de Mato Grosso do Sul, Governador Reinaldo Azambuja (PSDB), descartou a troca do comandante-geral da Polícia Militar durante a reforma administrativa n governo estadual. Conforme matéria publicada em 28 de novembro, os primeiros nomes a serem trocados seria o diretor-presidente da Agepen Ailton Stropa e o Comando-Geral da PM. A informação é da assessoria de imprensa do governo.

O atual Comandante-Geral da Polícia Militar é o Coronel Jorge Edgard Júdice Teixeira. Na corporação desde 1990, o coronel já foi comandante do 7º e 9º Batalhão da Polícia Militar, Ajudante-Geral da Polícia Militar e Diretor de Planejamento Estratégico da Corporação. Também já foi foi condecorado com a medalha Tiradentes, medalha de Ouro por 30 anos de serviço, medalha do Mérito Policial Militar, medalha Imperador Dom Pedro I, do Corpo de Bombeiros, medalha Prêmio, da Polícia Civil e medalha das Nações Unidas, pela participação na intermediação no conflito em Angola, de julho de 1995 a agosto de 1996.

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) tem feito mistério sobre as mudanças que serão realizadas, sempre afirmando que pretende diminuir o tamanho da máquina pública. Reinaldo Azambuja afirmou que está fazendo um estudo técnico para levantar a situação administrativa do Estado com a intenção de otimizar e reduzir o custo da máquina pública do Estado. Nesta segunda-feira, 28 de novembro, Azambuja afirmou que a arrecadação de receita do Estado tem aumentado abaixo da inflação e que, nos anos de 2017 e 2018, a crise irá se agravar, necessitando criatividade na gestão.

De acordo com informações levantadas pela reportagem do TopMídiaNews Azambuja não deve alterar os nomes que compõe o secretariado, mas irá mudar primeiramente algumas Fundações e Autarquias.

Veja também