Águas
studio center
(67) 99826-0686

Azambuja confirma reconstrução de malha asfáltica que liga Amambaí e Caarapó

O tucano assinou ainda, ordem de serviço para outra frente de intervenção do Estado na MS-156, com conexão com as MS-379 e MS-470

9 AGO 2017
Dany Nascimento
10h24min
Foto: Divulgação

Ao visitar canteiros de obras na rodovia MS-156, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) afirmou que pretende reconstruir a ligação asfáltica de Amambaí a Caarapó, que interliga as duas cidades da região do Conesul do Estado. O tucano assinou ainda, ordem de serviço para outra frente de intervenção do Estado na MS-156, com conexão com as MS-379 e MS-470.

Conforme a assessoria de comunicação do governador, a recuperação do trecho de 74 quilômetros da MS-156, entre Amambai e Caarapó, é uma reivindicação antiga da região, devido a precariedade do pavimento asfáltico. A obra de R$ 53 milhões foi contratada em junho e está em ritmo acelerado, com a empresa vencedora do lote estimando que será concluída em um ano, embora a previsão contratual seja de 18 meses, conforme anunciou o prefeito Ednaldo Luiz, o Doutor Bandeira.

Asfalto com nova tecnologia

“Não estamos restaurando a rodovia MS-156, até pelo seu estado precário”, disse Reinaldo Azambuja, ao visitar a obra, que se inicia em Amambai. “É uma reconstrução, inclusive com tecnologia nova, que garantirá um pavimento de qualidade, mais seguro e com conforto para os usuários”, disse o governador. Azambuja destaca que o investimento com recursos do Fundersul não só melhora a capacidade do tráfego, mas gera desenvolvimento na região.

O prefeito de Amambai relembra que a MS-156 conecta-se com 15 municípios do Conesul e do Sul do Estado. Doutor Bandeira disse que ao se iniciar a partir de Amambai, a pedido as lideranças políticas locais, a obra emprega mais de 100 trabalhadores da cidade e vai fortalecer a economia do município, citando o comércio e o setor imobiliário.

O segundo trecho a ser restaurado, cuja ordem de serviço foi dada pelo governador Reinaldo Azambuja em Itaporã, estende-se por 55,10 quilômetros, com interligações com as MS-379 e MS-470. Nessa obra, serão investidos R$ 28,447 milhões.

 

politica-interna2
zé ramalho

Veja também