Corrida Cassems
studio center
(67) 99826-0686

Benefícios para Ministério Público de MS sustentariam mais de 500 famílias todo mês

De vale alimentação de R$ 1,9 mil a vale-mudança de R$ 43 mil, servidores têm renda 'engordada'

10 JUL 2017
Liziane Berrocal
07h00min
politica-interna1
semana do transito

Os servidores do Ministério Público Estadual vão passar a receber R$ 1,9 mil de vale alimentação. O valor corresponde a mais de dois salários mínimos. Já o dos promotores de Justiça o valor pode chegar a R$ 5.789,51 e para os procuradores a R$ 6.094,22. Levando em conta os gastos apenas com esses auxílios-alimentação, o custo desses benefícios sustentariam mais de 500 famílias em Mato Grosso do Sul. Isso sem contar outra variedade de auxílios pagos com dinheiro público,

A título de comparação, o valor médio do bolsa família é de R$ 78, e só o valor do vale alimentação dado a cada um dos servidores daria para pagar quase 25 benefícios mensais para quem recebe o auxílio governamental destinado para famílias em situação de vulnerabilidade. Isso, somente de um servidor.  

Um funcionário do MPE tem valores de salários na média de R$ 7,5 mil mensal.

Ainda assim, o valor é bem abaixo dos salários dos promotores e procuradores de justiça. O valor médio dos salários  é de R$ 32,5 levando com base a transparência do MPE no mês de maio. O salário de um procurador pagaria nada menos 416 benefícios sociais.

Outras benesses

O salário médio de R$ 32,5 mil não são suficientes para as “despesas” dos membros. Além disso, caso um procurador ou promotor necessite mudar de cidade a “serviço do Estado” ele recebe um auxílio de R$ 43 mil para fazer a mudança quando são promovidos pela primeira vez. Outra vez transformando em famílias assistidas, seriam nada menos que 551 famílias assistidas pelo programa.

Ainda há o auxílio saúde, onde o teto é o mesmo que o auxílio alimentação com valores que variam entre R$ 1.447,37 a R$ 5.789,51 para os promotores e para os procuradores tem valores entre R$ 1.523,55 até o máximo de R$ 6.094,22 para os procuradores. Mesmo com os membros tendo a opção de planos de saúde da Cassems (Caixa de Assistência dos Servidores de Mato Grosso do Sul) ou da UNIMED. 

Veja também