Selviria Outubro
(67) 99826-0686
HPV - OUTUBRO

Bolsonaro não tem qualificação nem para vereador, diz Haddad

13 OUT 2018
Estadão Conteúdo
12h38min
Foto: Felipe Rau / Estadão Conteúdo

Candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad, voltou a atacar neste sábado seu adversário no segundo turno, afirmando que Jair Bolsonaro (PSL) não tem qualificação nem para ser vereador, quanto mais presidente da República.

"Acho que para vereador ele não tem qualificações para ser", disse Haddad, em ato de campanha com movimentos culturais em São Paulo. "Ele não tem qualificação para ser deputado, quanto mais para ser presidente."

A afirmação foi feita após Haddad se dirigir a uma mulher negra que havia falado no evento para se desculpar de declaração feita no passado pelo presidenciável do PSL, que é deputado federal.

"Eu nunca imaginei que um cara que afirmasse que o filho não casaria com uma negra porque foi bem educado poderia estar no segundo turno de uma disputa presidencial", disse Haddad. "Eu considero uma pessoa que fala isso talvez o pior parlamentar do Congresso Nacional", acrescentou.

O candidato do PT prometeu destinar parte dos recursos do Ministério da Cultura à produção cultural da periferia. Haddad também prometeu estender para todo país sua iniciativa, de quando era prefeito de São Paulo, de passe livre para estudantes no transporte público.

No final, o petista fez um apelo por mobilização nas próximas semanas, lembrando que com pouco tempo de campanha --substituiu em setembro o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, barrado pela Justiça Eleitoral com base na Lei da Ficha Limpa-- saiu de 4 por cento nas pesquisas eleitorais para 42 por cento, patamar apontado na primeira pesquisa do instituto Datafolha para o segundo turno. O levantamento mostrou Bolsonaro na dianteira da disputa, com 58 por cento.

Haddad também atacou o adversário pelo sua atuação enquanto parlamentar. "Vinte e ointo anos deputado federal, alguém me diz aqui uma única conquista do Bolsonaro", questionou. "O que ele fez pelo país? Absolutamente nada."

Veja também