Corrida Cassems
studio center
(67) 99826-0686

Câmara aprova incentivos fiscais do Prodes, mas nega doação para Cruzeiro do Sul

Vereadores aprovaram 17 projetos de incentivos fiscais a empresas pelo Programa de Desenvolvimento Econômico e Social de Campo Grande

13 JUL 2017
Airton Raes e Rodson Willyams
14h30min
Foto: Izaias Medeiros
politica-interna1
semana do transito

A Câmara Municipal de Campo Grande aprovou nesta quinta-feira, 13 de julho, 17 projetos de incentivos fiscais a empresas pelo Programa de Desenvolvimento Econômico e Social de Campo Grande (Prodes). Incentivo a empresa Cruzeiro do Sul foi negado, pois a empresa já havia conseguido incentivo em gestão anterior e supostamente não teria cumprido as regras.

Dos 20 projetos de incentivos que estavam tramitando na Câmara, dois projetos foram barrados por falta de documentação ou por documentos vencidos. No caso dos incentivos a Cruzeiro do Sul, o vereador Eduardo Romero (REDE) destacou que em junho de 2015 a Cãmara aprovou projeto do Prodes concedendo a doação de um terreno de 17 mil hectares, redução de 30% de IPTU e redução no ISS da construção da obra no terreno.

De acordo com Romero, não foi feito nada no terreno e a empresa vendeu recentemente uma outra área dela para poder ter acumulo de patrimônio. A empresa Cruzeiro do Sul havia solicitado a doação de uma área de 5 mil metros quadrados para ampliação das atividades. Essa solicitação foi negada pelos vereadores.

Dos 17 projetos aprovados, doze previam doação de área mais incentivos fiscais. Somando os projetos, os  investimento ficam em R$ 52, 5 milhões e  R$ 8 milhões de incentivos. Do total, a previsão de arrecadação é de R$ 137 milhões e a previsão de empregos era de 695 empregos. 

Veja também