(67) 99826-0686

'Silêncio dos Edredons': destino de Durães será selado na próxima semana

Comissão de Ética deve apresentar relatório sobre a polêmica na quinta-feira (13)

6 OUT 2016
Dany Nascimento e Rodson Willyams
13h31min
Foto: Geovanni Gomes

A polêmica envolvendo o vereador Roberto Durães, do PSC, que afirmou durante sessão ordinária, em maio deste ano, que conhecia a 'mãe do prefeito Alcides Bernal (PP) no silêncio dos edredons' e virou alvo da Comissão de Ética da Câmara Municipal, deve ser finalizada na próxima quinta-feira (13), após o feriado. A declaração foi concedida pelo presidente da Comissão de Ética, vereador Alex do PT, na manhã desta quinta-feira (6), na Casa de Leis.

Segundo o petista, os membros da comissão podem optar tanto por acompanhar ou não o parecer elaborado pelo relator Herculano Borges (SD). "Na próxima semana vamos deliberar sobre o parecer que foi concluído pelo vereador Herculano Borges, que é relator deste caso. Nesse mesmo dia, a votação deve ocorrer entre os membros, que podem optar por uma decisão unânime como votos isolados em relação ao parecer feito. Após isso, caso haja questão recursal tanto de Durães ou com outras pessoas que entraram com pedido de cassação contra ele, o caso vai para o plenário, mas isso posterior à decisão de quinta".

Conforme o relator Herculano Borges (SD), o parecer foi feito com base nos documentos apresentados por pessoas contra o vereador e nas argumentações apresentadas pela defesa de Durães. "Eu procurei fazer um parecer com base no encaminhamento das seis pessoas que entraram com recurso contra o vereador e também com base na defesa encaminhada pelo parlamentar".

Herculano ressalta que o pedido de desculpas feito pelo parlamentar colabora com sua defesa, mas não consta em ata. "O fato de o vereador ter se desculpado foi um ponto positivo. Porém, essa informação não consta na Casa, uma vez que foi retirada da ata, e isso pode favorecer".

Além de Alex do PT e Herculano Borges, os vereadores, Chiquinho Telles (PSD), Vanderlei Cabeludo (PMDB) e Airton Araújo (PT) pertencem à comissão.

Veja também