(67) 99826-0686

De olho na sucessão estadual, André Puccinelli assume presidência do PMDB no dia 18

Partido tem 51 mil filiados em Mato Grosso do Sul

12 NOV 2017
Airton Raes
11h00min
Foto: André de Abreu

O ex-governador de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli, assume a presidência do diretório estadual do PMDB em ato político que será realizado em 18 de novembro.

Puccinelli assume o comando do partido com objetivo de protagonizar as negociações e articulações políticas na disputa eleitoral estadual de 2018. O partido decidiu que lançará candidato próprio para concorrer a sucessão do governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB).

O principal nome do partido é o próprio ex-governador, que tem se destacado nas pesquisas eleitorais. André Puccinelli ainda não descartou a possibilidade e afirmou recentemente que aceita sair candidato ao governo, mas descarta disputar uma das duas vagas ao Senado.

O Plano B do PMDB é lançar o nome do prefeito de Costa Rica, Waldeli dos Santos Rosa, ao Governo do Estado, que irá trocar o PR pelo PMDB. A filiação de Waldeli acontece no dia da posse de Pucinelli, que irá contar com outras filiações de lideranças políticas do Estado.

André Puccinelli tem convidado alguns nomes para que migrem ao PMDB como o ex-prefeito de Corumbá, Paulo Duarte (PDT), o deputado estadual George Takimoto (PDT) e a deputada federal Tereza Cristina (PSB).

A solenidade de posse de Puccinelli acontece a partir das 9h do dia 18 de novembro no Buffet Golden Class, em frente à sede do diretório da sigla. O PMDB de Mato Grosso do Sul atualmente possui dois senadores, um deputado federal, seis deputados estaduais, 17 prefeitos e 115 vereadores. O partido conta com 51.599 filiados. 

Veja também