(67) 99826-0686
HPV - OUTUBRO

Depois de Odilon, Reinaldo acaba com chapa dos sonhos de Puccinelli: ‘quer ganhar por W.O.’

'Vamos disputar essa eleição. O PSDB terá candidato', prometeu o governador

15 FEV 2018
Diana Christie e Airton Raes
09h35min
Foto: André de Abreu

Depois do juiz aposentado Odilon de Oliveira (PDT), foi a vez do governador Reinaldo Azambuja (PSDB) desdenhar da chapa dos sonhos propostas pelo adversário eleitoral, André Puccinelli (MDB). Segundo ele, o ex-governador emedebista está com medo de disputar a eleição e quer eliminar a concorrência.

“Eu sempre falo que adversário não se escolhe. O que ele quer fazer é uma grande aliança para que não tenha disputa. Ganhar por W.O. [walkover/desistência] é feio. Vamos disputar essa eleição. O PSDB terá candidato”, alfinetou durante entrega de uniformes e kit escolares na escola Lino Villachá, na manhã desta quinta-feira (15).

Puccinelli havia declarado, em entrevista a uma rádio da Capital, que a chapa dos sonhos seria ele próprio candidato ao governo, Odilon de Oliveira como vice e Reinaldo Azambuja ao Senado. De pronto, o juiz aposentado já havia se pronunciado com um simples e emblemático: “não aceito a proposta”.

Nesta manhã, Reinaldo voltou a lançar um ar de mistério sobre sua candidatura, declarando que o nome do partido e a composição da chapa serão definidos pelos filiados tucanos, porém voltou a defender o seu legado à frente do governo.

“Nosso trabalho está aí. É só ver os avanços de Mato Grosso do Sul neste período. MS foi um dos poucos estados que cresceu durante a crise”, finalizou.

Veja também