(67) 99826-0686

Em dia tranquilo na Câmara, vereadores mantém vetos do prefeito

Além disso, sete projetos foram aprovados pelos parlamentares

14 NOV 2017
Rodson Willyams
12h00min
Foto: Arquivo TopMidiaNews

Os vereadores da Câmara Municipal mantiveram nesta terça-feira (14), dois vetos parciais realizado pelo prefeito Marquinhos Trad, do PSD. Além disso, os parlamentares ainda aprovaram quatro projetos de lei em segunda discussão e mais três em primeira discussão.  

Em única discussão e votação os vereadores mantiveram o Veto Parcial ao Poder Executivo ao Projeto de Lei n. 8.552/17, que autoriza a criação da Biblioteca Itinerante - Manoel de Barros no município de Campo Grande. A proposta é de autoria do autoria da vereadora Dharleng Campos, do PP. 

Durante a discussão, Dharleng afirmou que entendeu o questionamento do prefeito, 'de que precisaria de prazo para criar a biblioteca'. "Por isso, eu voto com o prefeito e peço que mantenham o veto ao projeto autoriza a criação da biblioteca itinerante". 

Outro Veto Parcial feito pelo Poder Executivo foi ao Projeto de Lei n. 8.474/17, que autoriza o Poder Executivo a criar o Programa "Escola para o Sucesso". 

A proposta é de autoria do vereador Carlão, do PSB. Ao falar sobre o projeto, Carlão disse que o veto de forma parcial não interferiria na intenção original do projeto. "Manter o veto não muda em nada e é bom porque vai ser aprovado". 

Projetos em segunda discussão 
Em segunda discussão e votação os parlamentares aprovaram os quatro projetos durante a sessão de hoje.

O Projeto de Lei n. 8.539/17, que estimula a agricultura urbana, proposta de autoria dos vereadores Ademir Santana, do PDT, Lívio Viana, do PSDB, Eduardo Romero, da Rede e do presidente da Câmara Municipal, João Rocha, do PSDB, foram aprovados de forma unânime.
  
Outro que foi aprovado sem restrição, foi o Projeto de Lei n. 8.542/17, que autoriza o Poder Executivo a regulamentar a profissão de condutor de ambulância em Campo Grande. A proposta é de autoria dos vereadores Fritz, do PSD, e João César Mattogrosso, do PSDB.

O Projeto de Lei n. 8.543/17, de autoria do vereador André Salineiro, do PSDB, que institui a Semana Municipal da Justiça Restaurativa. E o Projeto de Lei n. 8.545/17, substitutivo ao Projeto de Lei n. 8.471/17, que institui o Programa “Pracão” em praças e parques públicos de Campo Grande proposto pelos vereadores Lucas de Lima, do Solidariedade, Veterinário Francisco, do PSB e Eduardo Romero, foram aprovados.

Em primeira discussão
Os parlamentares aprovaram em primeira discussão e votação três projetos. O Projeto de Lei n° 8.604/17, de autoria da vereadora Enfermeira Cida Amaral, do Podemos, que institui a Semana de Prevenção de Queimaduras a ser realizada anualmente na primeira semana de junho na Capital.

O Projeto de Lei n. 8.618/17, de autoria do vereador Junior Longo, do PSDB, que institui o Programa de Prevenção e Combate ao 2º abandono no âmbito do município de Campo Grande, que contou com a assinatura de Wilson Same, do PMDB. 

E aprovado o Projeto de Lei n. 8.616/17, de autoria dos vereadores André Salineiro e Eduardo Romero, que dispõe sobre a obrigatoriedade no âmbito do município de Campo Grande, a colocação de placa em obra pública municipal paralisada contendo exposição dos motivos de interrupção. Todos foram aprovados em primeira votação. 

Veja também