(67) 99826-0686

Em filiação do juiz Odilon, lideranças do PDT destacam campanha por ‘justiça social’

Segundo Carlos Lupi, o ex-magistrado 'pode construir um novo Mato Grosso do Sul'

11 NOV 2017
Diana Christie e Anna Gomes
10h34min
Foto: André de Abreu

Presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, veio a Campo Grande, na manhã desta sexta-feira (11), para a filiação e lançamento da pré-candidatura do juiz federal aposentado Odilon de Oliveira. O evento ocorre na Avenida Desembargador Leão Neto do Carmo, 1464, no Jardim Veraneio.

Segundo Carlos Lupi, o ex-magistrado “pode construir um novo Mato Grosso do Sul que hoje, infelizmente, não temos”. “Odilon vai buscar o que é correto e justiça social, melhorando as condições na educação porque violência só se combate com melhores condições de vida para a população”, declarou.

Também presente no evento, o deputado federal Dagoberto Nogueira (PDT) acredita que a pré-candidatura de Odilon ao governo será vista “como esperança para o povo de Mato Grosso do Sul”. “Estamos cansados de tira prefeito, entra vice, ex-governador com tornozeleira, é só notícia ruim no Estado, na questão politica Odilon é o contrário disso, tem ética, vem de família humilde, conseguiu vencer na vida e é o melhor para a população”.

Sobre os candidatos que devem disputar o Senado e a indicação de um vice para a chapa de Odilon, Dagoberto destaca que o partido aguarda a filiação do juiz aposentado para dar o pontapé inicial nas negociações. Por enquanto, a única exigência é que sejam candidatos “ficha limpa”.

Ainda segundo Dagoberto, todos os filiados devem ajudar, mas quem vai assumir as articulações para composição de chapa e busca de aliados deve ser o ex-deputado João Leite Schimidt, liderança histórica do PDT.

Veja também