(67) 99826-0686
HPV - OUTUBRO

Mulheres têm protagonismo na campanha para vice em MS; conheça todos os nomes

Luciene, Ana Maria e Diná são as mulheres na disputa; conheça também Harfouche, Marcos Antônio e Murilo

9 AGO 2018
Rodson Willyams
15h10min
Foto: Reprodução

Nas eleições de 2018, quatro mulheres aparecem na disputa pelo pleito de 2018, mirando a sede do Executivo estadual no Parque do Poderes, em Campo Grande. Além da senadora Simone Tebet, indicada pelo MDB para disputar o Governo do Estado, mais três mulheres aparecem na disputa, como candidatas a vice. A advogada Luciene Maria da Silva (PT), a professora Ana Maria Bernardelli (Rede) e a agricultora familiar Diná Freitas (PSOL) compõem a ala feminina nesta eleição. 

Pelo PT, a advogada Luciene Maria da Silva, de 48 anos, é natural de São Paulo, mas reside em Três Lagoas, região do Bolsão. Casada e com dois filhos, ela é candidata a vice-governadora na chapa que tem como titular o ex-prefeito de Mundo Novo, Humberto Amaducci, 55 anos, para o Governo do Estado. Luciene chegou a ser professora de geografia e foi membro do Conselho Federal da OAB. 

A professora Ana Maria Bernardelli é outra candidata a vice que tem como titular o engenheiro Marcelo Bluma, 55 anos, que disputa a vaga para o Governo do Estado pelo Partido Verde. Bernadelli é autora do livro "101 Reivindicações", que recebe a influência do poeta Manoel de Barros e leva a assinatura também do professor Fábio Gondim. Além disso, Ana Maria Bernardelli é poetisa. 

Outra a ocupar cargo de destaque é a agricultora familiar Osvaldina Freitas, a Diná Freitas, indicada a vice na chapa que tem o advogado especialista em Direito Público e ex-vice-prefeito de Ribas do Rio Pardo, João Alfredo, de 55 anos, como candidato ao Governo do Estado. De Ribas do Rio Pardo, Diná chegou a residir mais de 20 anos no Assentamento Nova Querência e, morando hoje em Terenos, presidiu o Sindicato de Trabalhadores Rurais do município. 

A quarta mulher na via é a senadora Simone Tebet, que tem como vice o promotor de justiça Sérgio Harfouche (PSC). Há mais de 25 anos na profissão, Harfouche atuou na Infância e Juventude onde ganhou mais destaque. É idealizador e coordenador do ProCEVE (Programa para prevenir a evasão e violência escolar). Presidiu por 10 anos, o CEAD (Conselho Estadual Antidrogas). 

Para completar a relação de vice-governadores, há a indicação pelo PRB do bispo da Igreja Sara Nossa Terra, Marcos Antonio Camargo Vitor, 53 anos, de Dourados. Ele deve disputar ao lado do juiz Odilon de Oliveira (PDT). Marcos também chegou a ser presidente do Conped (Conselho de Pastores de Dourados). 

E o último indicado pelo DEM, é o ex-prefeito Murilo Zauith, que compõe a chapa majoritária ao lado do governador Reinaldo Azambuja (PSDB). Murilo foi vice-governador do Estado durante o primeiro mandato de André Puccinelli (MDB), entre os anos de 2007 e 2010.

Conforme o calendário do Superior Tribunal Eleitoral, os partidos e coligações devem registrar na Justiça Eleitoral os candidatos escolhidos em convenção até às 19 horas do dia 15 de agosto.

Veja também