(67) 99826-0686

Em sessão relâmpago, vereadores autorizam Executivo a implantar Hospital da Mulher

A sessão desta quinta-feira (15) durou aproximadamente uma hora

15 SET 2016
Rodson Willyams
11h23min
Foto: Arquivo TopMídiaNews

Em sessão relâmpago, os vereadores da Câmara Municipal de Campo Grande aprovaram cinco projetos que estavam em segundo turno de discussão e votação, durante a sessão ordinária deste quinta-feira (15), na Capital. A votação ocorreu de forma rápida e em bloco, e a palavra livre utilizada geralmente pelo parlamentares foi suprimida da sessão. 

Durante a sessão ordinária, os vereadores aprovaram em plenário, o Projeto de Lei  n° 8.217/16, de autoria do vereador Edurado Cury, do PSDB, que institui no âmbito do município de Campo Grande, o mês “Abril Marrom”, dedicado a ações de prevenção e combate às diversas espécies de cegueira.
 
Os parlamentares aprovaram ainda o Projeto de Lei nº 8.229/16, que institui a rede de proteção às gestantes infectadas pelo vírus Zika, no município de Campo Grande. E o Projeto de Lei nº 8.285/16, que dispõe sobre a criação do Programa Municipal de Assistência à Criança Portadora de Microcefalia e dá outras providências. As duas propostas são de autoria do vereador Carlão.
 
Os vereadores ainda aprovaram o Projeto de Lei nº 8.250/16, de autoria do vereador Roberto Durães, que institui a Semana e o Dia da Conscientização sobre Alienação Parental no calendário oficial do Município de Campo Grande.
 
E por fim, foi aprovado o Projeto de Lei nº 8.289/16, de autoria do presidente da Casa de Leis, vereador João Rocha, que autoriza o Poder Executivo a implantar o Hospital da Mulher no município de Campo Grande.

Veja também