(67) 99826-0686

Em 6 meses, deputados de MS faltaram entre uma e nove sessões na Câmara Federal

Zeca do PT e Geraldo Resende são os que menos faltaram a sessões legislativas

9 JUL 2017
Airton Raes
15h15min
Foto: André de Abreu

Os oito deputados federais e Mato Grosso do Sul foram assíduos nas sessões plenárias da Câmara Federal durante o primeiro semestre deste ano. Dois parlamentares faltaram a apenas uma sessão, e os três com menores frequências faltaram apenas nove das 55 sessões realizadas em 2017.

Os deputados federais Zeca do PT e Geraldo Resende (PSDB) estiveram presentes em 54 das 55 sessões deliberativas realizadas este ano, ficando com 98% de frequência. A diferença é que Zeca do PT apresentou justificativa à ausência para a mesa diretora e Geraldo Resende não justificou a razão da falta.   

Os deputados federais Carlos Marun (PMDB), Elizeu Dionísio (PSDB) e Dagoberto Nogueira (PDT) foram os parlamentares de Mato Grosso do Sul que mais faltaram a sessões plenárias. Os três mantiveram no primeiro semestre 83% de frequência, se ausentando em nove das 55 sessões de 2017. Dagoberto justificou as suas nove ausências. Elizeu e Marun enviaram justificativas apenas de seis faltas.

O deputado federal Luiz Henrique Mandetta (DEM) teve 89% de frequência, estando presente em 49 sessões. O parlamentar justificou três ausências e três faltas foram sem justificativa.

A deputada federal Tereza Cristina (PSB) compareceu 92% das plenárias, participando de 51 sessões. As quatro ausências foram justificadas pela parlamentar.

O deputado federal Vander Loubet (PT) teve 94% de frequência, comparecendo a 52 das 55 sessões em 2017. Loubet enviou justificativa a mesa diretora sobre as suas três faltas. 

Veja também