(67) 99826-0686
Balanço PMCG fev

Presos vão reformar delegacias e quartéis de Mato Grosso do Sul

Projeto 'Mãos que constrói' oferece curso para os apenados, que terão a missão de reformar o sistema de segurança

15 SET 2016
Dany Nascimento e Rodson Willyams
10h23min
Foto: Geovanni Gomes

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) lançou, na manhã de hoje (15), o projeto "Mãos que constrói", oferecendo oportunidade aos presos trabalharem na reforma de unidades do sistema de segurança pública, em obras de delegacias, quartéis da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros e outras unidades.

De acordo com Reinaldo, esse é o segundo projeto utilizando a mesma sistemática de reforma, tendo auxílio em meio a crise econômica. "Esse é o segundo projeto envolvendo essa sistemática, o primeiro se chama 'Pintando com a Educação'. É uma maneira que o Estado encontra para auxiliar em tempo de crise econômica e também o projeto permite que os apenados acabem saindo do sistema prisional com oportunidade de emprego. O  Pintando com a Educação já reformou seis escolas e já apresentou uma economia para o Estado de R$ 2 milhões".

De acordo com o secretário de Segurança Pública do Estado, José Carlos Barbosa,  a primeira reforma feita no projeto lançado pelo governador será realizada no 4º Departamento de Polícia, que fica na região das Moreninhas.

"É muito importante essa parceria, nós estamos integrando o juízo de execução penal e as agências penitenciárias, Agepen e Conselho Comunitário. A primeira a ser feita será na Delegacia do 4º DP nas Moreninhas, com custo de R$ 133 mil, que vai representar 60% de economia para o Estado", explica o secretário.

A delegada titular do 4º DP, Marilda Carmo Rodrigues afirma que o local conta apenas com duas celas funcionando. "Essa reforma vai consistir em reformar a parte elétrica, hidráulica e a pintura da fachada, que vaio desde a recepção, seguindo para parte do interior e exterior. A delegacia está com duas celas que estão fechadas de um total de cinco celas, que atualmente abriga 45 presos  por pensão alimentícia e isso é um projeto inovador, que vai oferecer melhor qualidade de trabalho, tanto para os policias quanto no atendimento ao público".

O juíz de execução penal, Albino Coimbra Neto destacou que deu início ao primeiro projeto, "Pintando e Revitalizando com a Educação e Qualidade", que representou uma economia significante para Mato Grosso do Sul.

"O projeto gerou economia significante para o Estado, o projeto será oficializado na quarta-feira, 9 horas, em parceria com Secs/Senai, que vai oferecer curso de qualificação para as pessoas que forem trabalhar nas obras. Primeiro curso será de  pedreiro, mas pode se estender para outras modalidades da construção civil, oferecendo de160 a 180 horas de curso", afirma o juíz.   

 

Veja também